Slava Bowman/Unsplash.com
Slava Bowman/Unsplash.com

Que tipo de viajante é você?

Difícil não se deparar com um desses personagens durante as viagens

Adriana Moreira, O Estado de S. Paulo

29 Janeiro 2019 | 03h01

Quem viaja muito acaba por adquirir algumas habilidades. Arrumar a mala, fazer check-in antecipadamente e identificar com facilidade os personagens encontrados ao longo das viagens. Com qual deles você se identifica? Se for muito difícil saber, faça o teste no fim deste texto.

O comprador 

Programação para ver os pontos turísticos ele não tem. Mas chega em qualquer lugar com a lista de lojas tinindo – muitas vezes, as compras até já foram feitas pela internet e esperam por ele no hotel. Acha um absurdo quando uma atração qualquer não tem uma lojinha na saída. Se viajar com ele, melhor desviar das ruas de comércio se não quiser perder o compromisso do dia. Por outro lado, ele vai ajudá-lo a encontrar os melhores descontos. 

O reclamão

“Ah, da outra vez estava bem melhor” é sua frase clássica. Ele vai criticar a comida, o quarto do hotel, a fila do museu, os quadros, a cidade, o voo, o Coliseu, a Torre Eiffel, do clima, dos preços e de tudo mais que ver pela frente. Mas toda a vez que alguém perguntar como foi a viagem ele vai responder: “Uma maravilha!”. Vantagem: se seu pedido vier errado no restaurante, ele terá o maior prazer em reclamar.

O blogueirinho

Está sempre com o celular na mão e a primeira coisa que pergunta ao entrar em um lugar é: “Tem Wi-Fi?”. A viagem dele é melhor nas redes sociais do que na vida real – afinal, ele mais posa do que curte o destino. Mas é a melhor pessoa para pedir para tirar uma foto sua: ele sabe o melhor ângulo, as melhores poses e os melhores apps de edição. 

 

O paz e amor

Ele é o oposto do reclamão: acha que tudo está ótimo e dá atenção a qualquer um, do bêbado a senhorinha na fila do supermercado. A falta de iniciativa pode irritar, mas com ele a viagem ficará mais leve – e, certamente, terminará com novos amigos. 

O organizado. Tudo está milimetricamente detalhado na planilha: atrações, restaurantes e os dias e horários que serão visitados. Se por um lado ele vai ter dificuldade em deixar espaço para “desvios” na rota planejada, ele será a melhor companhia de quem tem pouco tempo em um destino. 

 

O distraído

Esquece onde colocou o passaporte, o celular, os óculos. Depois encontra – até perder novamente. Quem viaja com ele inevitavelmente faz papel de mãe (ou pai): tem certeza que pegou tudo? Não deixou nada no avião? Sabe onde está seu passaporte? Por causa da distração, ele é alvo fácil de aproveitadores e batedores de carteira. Não custa nada dar um toque quando for passar com ele por multidões. 

 

O azarado

Ele será parado pelo oficial de imigração e pela alfândega. O voo vai atrasar – e se sair no horário, pode apostar que a mala não vai chegar. O funcionário do hotel terá dificuldades para localizar a reserva dele e o único dia de chuva será aquele do melhor passeio ao ar livre. Se for viajar com ele, melhor levar um trevo de quatro folhas (e talvez uma figa) para garantir. 

 

O paquerador 

Esbanja charme para a comissária de voo, a recepcionista, a guia de turismo. Seu principal objetivo na viagem é terminá-la acompanhado – mas sem compromissos posteriores. Ativa o Tinder em último caso: afinal, ele gosta mesmo da arte da conquista. 

 

O folgado 

Foge na hora de planejar a viagem, sempre tem uma desculpa para não pagar as contas na hora (“te transfiro depois”). Quando a hospedagem é em casa alugada, pega o melhor quarto. Normalmente, deixa uma loucinha na pianada, e costuma “ficar doente” quando alguém cobra algum tipo de ajuda.

 

O 'bon vivant'

Mesmo que no dia a dia não seja esbanjador, nas viagens ele quer aproveitar tudo ao máximo, pouco importa o preço. Sua frase é “quem converte não se diverte”. Nos restaurantes, não dispensa o vinho e a sobremesa. O valor de sua fatura de cartão de crédito é desconhecido. 

 

 

Mais conteúdo sobre:
turismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.