Divulgação
Divulgação

Recupere as energias com pratos caprichados

Comer em Noronha também é caro, mas a ilha sabe como tratar o estômago do visitante com graça e requinte

Felipe Mortara, O Estado de S. Paulo

27 Abril 2015 | 23h55

Teju (81) 3040 0299

De longe a cozinha mais criativa da ilha. As crocantes sardinhas empanadas e servidas ao molho de mostarda e mel (R$ 32,90) são pescadas toda manhã pelo chef Maurício Jasnievicz. Após passagem no renomado restaurante Astrid & Gastón, em Lima, ele executa novas técnicas no menu, como o famoso tartar de filé mignon (R$ 82,90), com ingredientes que vêm da horta cuidada por ele próprio. 

Festival do Zé Maria (81) 3619-1258 

Banquete digno de mudar seu conceito de fartura, com 50 tipos de pratos salgados, a maior paella que vi na vida, além de cioba assada e sashimi de peixes fresquíssimos. Às quartas-feiras e sábados, o jantar na Pousada do Zé Maria é restrito a 120 felizardos. Faça reserva. O preço (R$ 148,98 por pessoa, sem bebida) é justo pela qualidade e quantidade oferecida. 

Mesa da Ana (81) 3619-0178

A nova sensação culinária de Noronha, para oito clientes por noite. O menu é surpresa, mas sempre utiliza ingredientes da horta. Vale para conhecer a casa de ilhéus, comer ótima comida preparada por Ana Jabur e escutar o melhor contador de causos da ilha, Rock Lima. R$ 150 por pessoa.

Varanda (81) 3619-1546

A casa do chef Auricélio Romão ganhou fama com seu carro-chefe, o gratinado de frutos do mar (R$ 139 para dois). Deixe de onda e prove a torta de jaca com farinha de biscoito crocante (R$ 17). 

Mergulhão (81) 3619-0215

Um “almojanta” ao pôr do sol é uma experiência única nos futons no gramado. Prove os bolinhos de bobó (R$ 49) e o ceviche de peixe fresco com maracujá (R$ 51). 

O Pico (81) 3619-1377 

Além de loja e galeria de arte, um dos espaços mais bacanas de Noronha é também restaurante. O peixe grelhado (R$ 78) e as bruschettas clássicas (R$ 30) valem a ida. 

Flamboyant (81) 3619-1510

Um clássico de Noronha, opção de almoço cujo bufê tem 20  opções de pratos (R$ 52,90, o quilo). À noite, serve à la carte. 

Ginga Bar (81) 3619-0461

Embalado por música ao vivo, tem clima de lugar saudável e alma praieira. Capricha em petiscos de boteco, como a suculenta costelinha de porco, e prepara um inusitado baião de frutos do mar (R$ 149). 

Restaurante do Valdênio (81) 3619-1872 

Onde os nativos almoçam? No Valdênio. Por R$ 25, dá para comer um PF “sarado” com bebida e encontrar todos os instrutores de mergulho.

Acqua Marine(81) 3619-0432

Dentro do Hotel Dolphin, serve comida por quilo durante o dia. Mas à noite, à la carte, o lagostim ao thermidor (R$ 98) é um senhor prato individual. 

Du Mar (81) 3619-0432

Num espaço aconchegante e arejado na Vila do Boldró, serve um ótimo polvo à vinagrete (R$ 39,90) e um camarão à portuguesa bem servido (R$ 59,90). 

Mais conteúdo sobre:
NoronhaFernando de Noronha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.