Valter Pontes/Secretaria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Salvador
Valter Pontes/Secretaria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Salvador

Réveillon em Salvador tem 5 dias de festa; confira a programação de 2020

Festival reúne artistas badalados em mais de 70 horas de música e muita curtição

Marina Aragão, Especial para O Estado de S. Paulo

07 de novembro de 2019 | 11h30

“Carnaval na Bahia, oitava maravilha”, consagrou Evandro Rodrigues quando compôs Baianidade Nagô. Mas nem só de carnaval vive Salvador . A capital baiana também “se agita numa só alegria” para o ano-novo que promete. O Festival da Virada, com cinco dias de curtição, é um réveillon de destaque no País. 

De 28 de dezembro a 1º de janeiro, mais de 25 shows e 300 artistas farão parte do festival deste ano. Entre os artistas confirmados pela Prefeitura da cidade na quarta-feira, 6, estão Claudia Leitte, Iza, Bell Marques, Léo Santana, Dennis DJ, Daniela Mercury, Alok, Anitta, Jorge e Mateus, Luan Santana, Paralamas, Gusttavo Lima, Wesley Safadão e Aviões do Forró. E Ivete Sangalo, além do show, será a responsável pela contagem regressiva para o próximo ano.

Os dias e a ordem das apresentações ainda serão divulgadas pela Empresa Salvador Turismo (Saltur), que espera receber 2 milhões de pessoas nos cinco dias do evento. Além dos shows, há outras atrações, como 15 minutos de fogos, tirolesa e uma roda-gigante com 100 mil lâmpadas de led no meio da Arena Daniela Mercury. Com entrada gratuita, a fila para subir no brinquedo costuma ser grande - e ponto certo para selfies.  

Destino cobiçado

Pedimos aos sites de busca Hurb (ex-Hotel Urbano), Skyscanner, Kayak e Voopter um levantamento dos destinos mais buscados para a época do réveillon. Em todos, Salvador está entre os cinco lugares mais procurados para o período - em três deles, inclusive, a capital é a vice-campeã, ficando atrás apenas do Rio de Janeiro. De acordo com dados da Airbnb, a capital baiana está também entre as 10 cidades mais procuradas para hospedagem no Brasil. Em 2019, mais de 2,1 milhões de pessoas passaram pelo Festival Virada Salvador - dessas, cerca de 460 mil eram turistas. O evento movimentou cerca de R$ 500 milhões na economia da cidade.

Confira a seguir dicas para curtir o Festival da Virada, um verdadeiro carnaval fora de época

Como chegar ao festival

De transporte público, a melhor opção é utilizar uma das 38 linhas de ônibus que passam pelo local da festa. Os transportes têm horário prolongado, até as 5h, e itinerários distribuídos por áreas importantes da cidade - Orla, Centro e Subúrbio. Outra opção para não perder a folia é optar pelos micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec), os “amarelinhos”.

O metrô também opera em esquema especial e está integrado aos ônibus urbanos e metropolitanos. O benefício de pagar apenas uma passagem, no valor de R$ 4, é garantido com o uso dos cartões de integração da CCR Metrô Bahia, SalvadorCARD e Metropasse. Para evitar filas e garantir a integração tarifária, a dica é adquirir o cartão com antecedência.

Para quem prefere ir de carro, a Prefeitura disponibiliza cerca de 1,2 mil vagas de Zona Azul (R$ 20) e 500 vagas na área interna do antigo Aeroclube (R$ 30). Na área externa, é possível estacionar na região do Jardim de Alah e em bolsões de estacionamento ao longo da avenida.

O ponto de táxi está na Avenida Octávio Mangabeira, nas imediações do evento - um blimp sinalizará o local correto. Os usuários do serviço de mototáxi também terão um ponto logo após os taxistas.

MAIS - Confira 5 festas no Brasil para viver o carnaval fora de época

O que comer (e comprar)

Além das atrações musicais, a Vila Gastronômica estará à disposição para quando bater aquela fominha. Num mesmo espaço, é possível experimentar comidas japonesa, italiana, nordestina, levando opções como sanduíches, batata frita, pastéis, carne de sol com purê de aipim, beijus, churrasquinho, yakissoba, pizza, crepe, assados, pokes, temakis e frango frito.

A Festa da Virada também tem um parque de alimentação composto por nove estandes, além da tradicional presença dos food trucks. Os valores variam de R$ 5 a R$ 35 na Vila Gastronômica e de R$ 10 a R$ 25 nos food trucks.

Será montada também a Feira Criativa, com estandes de acessórios, camiseteria, galeria de achados criativos e uma programação direcionada para as crianças.

Pessoas com deficiência têm espaço reservado

Pessoas com deficiência têm um espaço reservado dentro do festival. O local, de 40 m², é elevado, com alambrado de um metro, rampas de acesso e guarda-corpo de um metro. No ano passado, o espaço recebeu uma média de 20 pessoas por dia, de acordo com a prefeitura de Salvador.  

Para ter acesso, basta se dirigir ao setor (é possível levar um acompanhante), sem a necessidade de cadastro prévio. É recomendado que as pessoas com deficiência cheguem com antecedência por questões de segurança e mobilidade. Também haverá banheiros químicos e contêineres climatizados adaptados e a roda-gigante também possui uma cabine adaptada.

O esquema de segurança

Leve apenas o essencial: documento com foto, cartão do SUS ou plano de saúde, dinheiro trocado e cartão de crédito e/ou débito. Tudo deve ser colocado em uma doleira ou porta-documentos na parte frontal do corpo, evitando bolsos traseiros, o que pode facilitar o roubo de objetos pessoais. E não será permitida a entrada com objetos perfurocortantes que possam servir como arma branca - guarda-chuvas e pau de selfie, por exemplo.

Durante o evento, agentes da GCM distribuem cartilhas - em português e inglês - com dicas importantes sobre segurança, cuidados com crianças e telefones úteis. Caso você perca algum documento, vá até a Praça de Serviços. Lá, a GCM entrega todos os documentos encontrados durante a festa. A lista de achados e perdidos também pode ser consultada no site da corporação.

Se você se sentir mal, haverá um módulo assistencial no evento. O atendimento é das 18h até as 6h do dia seguinte. Outros 14 postos de urgência e emergência 24 horas do município e o Samu funcionarão todos os dias, ininterruptamente.

MAIS - Confira pacotes para o último feriado prolongado do ano

Como funcionam os camarotes 

Quem não gosta de muito aperto e quer ter uma visão privilegiada do evento, pode adquirir ingressos para o camarote – os espaços Elegance e Virada. Os setores já iniciaram as vendas para quatro dos cinco dias de festa em 2020.

O Elegance é um camarote que não dá acesso à frente do palco. Já no Virada é possível acompanhar os shows diante dos artistas. Os valores variam entre R$ 130 e R$ 840, em casos de ingressos individuais, a depender do dia e local escolhido. Os bilhetes estão disponíveis nos sites da Ticmix e da Line Bilheteria

No dia 31, o espaço Elegance oferece cerveja, refrigerante, água, vodca, uísque (8 anos) e espumante (apenas entre 23h20 e 0h30) e comidinhas como hambúrguer, crepe e acarajé. No espaço Virada, a oferta inclui uísque (12 anos), gim, espumante à vontade e promete maior variedade de petiscos.

Tudo o que sabemos sobre:
Salvador [BA]Bahia [estado]réveillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.