Roteiro de viagem para tietes

Nosso incomparável viajante voltou a deixar a Inglaterra para acompanhar o bar mitzvah do neto de um querido amigo que vive em Israel e participou dos esforços para consolidar o pequeno país ainda ameaçado de destruição pelos vizinhos. Mr. Miles, que também tem amigos e compadres no território palestino, sempre lamenta a falta de compreensão entre vizinhos. Dessa vez, porém, trocou o bowler hat por um solidéu e participou da cerimônia junto ao Muro das Lamentações.

O Estado de S.Paulo

13 Março 2012 | 03h11

A seguir, a pergunta da semana:

Querido mr. Miles: sou uma tiete assumida. Adoro encontrar celebridades, pendurar-me no pescoço delas e conseguir uma recordação. Tenho uma coleção com mais de 500 autógrafos de famosos do Brasil e do exterior. Gostaria muito de ter o seu (com uma dedicatória, please!) e, também, que o senhor me indicasse onde mais posso caçar celebridades ao redor do mundo. Sua fã número 1, Priscila Suarez, por e-mail

"Well, my dear: mais do que a confessa idolatria, admito que achei empolgante sua sinceridade. Conheço uma porção de gente que, para manter a elegância, finge ignorar a proximidade de alguém a quem realmente aprecia. Sobre seu generoso e-mail, não sei o que faria minha assinatura de má caligrafia no meio de sua vasta coleção de autographs. Anyway, basta mandar-me seu endereço que eu terei prazer de enviá-la.

As for your question, não há dúvida de que o melhor lugar para, eventually, encontrar celebridades são os aeroportos ou as saídas de estúdios de cinema e televisão. Você, of course, já deve saber que muitas delas são esquivas e não dão nenhuma chance para seus fãs. Outros, however, têm prazer em atendê-los. Não vou mencionar palácios governamentais e parlamentos ao redor do mundo porque, exceto meu velho amigo Nelson Mandela, desde Winston (N. da R.: Winston Churchill, estadista britânico) não conheço nenhum que mereça ser sequer apreciado. Don't you agree?

Como, porém, esta é uma crônica de viagens, vou lhe dar alguns endereços onde você pode juntar o prazer de viajar à possibilidade de conquistar seus troféus. São hotéis cujos proprietários são celebridades que eventualmente passam por eles, nem que seja para conferir como anda seu patrimônio.

Em Nova York, for instance (mais especificamente na região chamada Tribeca), Robert de Niro possui o Hotel Greenwich, um empreendimento de sucesso, com 88 apartamentos com lareira e, I'm sorry to say, um restaurante italiano indecente para um membro da família Corleone. Quando não está no divã ameaçando psiquiatras, ele costuma passar por lá. Já no idílico balneário de Placencia, em Belize, o Turtle Inn, de meu sommelier favorito, Francis Ford Coppola, é um desses resorts de sonho. Não sei em que época ele costuma ir até lá, mas posso garantir que o lugar é a antítese de seu Apocalypse Now.

Para encontrar Clint Eastwood, basta passar alguns dias na pequena e charmosíssima Carmel. Até prefeito da cidade Clint já foi, mostrando sua 'bravura indômita'. Mas suas chances, darling, vão aumentar caso você se hospede no pequeno e luxuoso Mission Ranch, do qual Eastwood é proprietário.

Outra possibilidade é hospedar-se no resort ski-in/ski-out de meu velho amigo Charles Junior, que o público conhece como Robert Redford. Localizado na encosta das montanhas de Utah, nos Estados Unidos, o Sundance Resort é a menina dos olhos de Junior. Quem sabe, apesar da provecta idade, ele ainda esteja preparado para propostas indecentes?

Por último (há muitos mais, só não consigo recordar-me agora depois de cinco doses de single malt), vale tentar o autógrafo de Gloria Stefan, que possui o extravagante - e luxuoso - Hotel Costa d'Este em Vero Beach, na Flórida. Muito mais low profile do que anos atrás, Gloria costuma aparecer por lá. Só não peça para que ela cante músicas do tempo do Miami Sound Machine. Você vai perder seu autógrafo."

É O HOMEM MAIS VIAJADO DO MUNDO.

ELE ESTEVE EM 183 PAÍSES E

16 TERRITÓRIOS ULTRAMARINOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.