Fábio Vendrame/AE - 8/2/2007
Fábio Vendrame/AE - 8/2/2007

Roteiros em branco e azul

Paisagens deslumbrantes entre neve e geleiras. Para sentir frio de verdade

O Estado de S.Paulo

16 Junho 2009 | 02h35

Junho começou com os termômetros em queda. Bastaram algumas madrugadas geladas - a mais fria do ano na cidade de São Paulo registrou 3 graus - para malhas de lã, casacos e cachecóis desfilarem pelas ruas.

Oficialmente, o inverno chega nesta semana. Mas as baixas temperaturas brasileiras nem se comparam a alguns dos destinos mais frios do planeta. Com a ajuda de quem já esteve lá, selecionamos, nesta edição, sete experiências para você, leitor, vivenciar dias e noites realmente congelantes.

Alguns dos destinos têm clima tão agressivo que só podem ser visitados no verão, quando as temperaturas estão mais "amenas". Caso dos cruzeiros pela Patagônia e das expedições à Antártida, onde, mesmo assim, os termômetros marcam sempre algo em torno de zero grau.

 

No Hemisfério Norte, os navios também desbravam as paisagens brancas do Alasca e os fiordes da Noruega. Coisa para quem tem espírito aventureiro.

 

Veja também:

linkHIMALAIA - Everest visto de frente

linkSUÉCIA - Quarto que derrete no calor

linkNORUEGA - Miniveneza entre os fiordes

linkCANADÁ - Show de cores

linkALASCA - Um verão repleto de blocos de gelo

linkCHILE E ARGENTINA - Na Patagônia selvagem

linkANTÁRTIDA - Entre icebergs e pinguins

Requisito básico, aliás, para encarar um trekking pelo Himalaia e ver o Monte Everest de frente. E a incrível rota no Canadá: de Banff e Jasper, em Alberta, até o Estado de Yukon, um dos lugares mais inóspitos da Terra. Lá você pode presenciar a aurora boreal.

Outra experiência única é dormir em um hotel de gelo, na Suécia. A boa noite de sono é garantida graças às peles de rena. Vista luvas, entre debaixo do edredom e viaje, nas próximas páginas, por alguns dos lugares mais gelados do mundo.

Mais conteúdo sobre:
Viagem frio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.