DTCM
DTCM
PUBLICIDADE

Saiba o que há de novo em Dubai para a feira mundial Expo 2020

Destino aproveita o retorno das viagens internacionais e o evento internacional, realizado na cidade até março do próximo ano, para atrair visitantes com inaugurações de atrações e hotéis

Nathalia Molina, Especial para o Estadão

28 de setembro de 2021 | 05h00

Uma cidade inventada que não para de se reinventar. Sem ter pretexto. Imagina, então, quando existe um bom motivo. Diante da perspectiva da Expo Dubai 2020, o destino nos Emirados Árabes Unidos se preparou com muitas novidades para receber os viajantes ao longo do evento. Adiada pela pandemia, a primeira feira mundial realizada no Oriente Médio foi transferida para 2021, mas manteve o ano passado no nome, como ocorreu com Tóquio 2020, a Olimpíada recém-realizada no Japão. A Expo começa em 1º de outubro e vai até 31 de março de 2022.

Lugar de hotéis de luxo, modernos arranha-céus e atrações extravagantes como o Ski Dubai, estação de esqui indoor no meio do deserto, a cidade no Oriente Médio aproveita o embalo do retorno das viagens internacionais para apresentar o que andou preparando. Confira novidades em Dubai, para conhecer durante a Expo 2020 ou numa viagem no próximo ano – tem até roteiros temáticos para o evento criados por uma agência brasileira:

Expo Dubai 2020, seis meses de feira mundial

Sustentabilidade, mobilidade e oportunidade: as três vertentes se juntam na feira mundial, no tema Connecting Minds and Creating the Future (Conectando Mentes e Criando o Futuro). Os seis meses de programação incluem shows, espetáculos teatrais, instalações, workshops, palestras, apresentações de dança, desfiles e festivais. Em torno de 200 restaurantes preparam de lanches a pratos gourmet. Os viajantes também podem comprar experiências gastronômicas. Dos 200 pavilhões da Expo Dubai 2020, cerca de 190 são de países, divididos nas áreas dedicadas aos três temas do evento. Inspirado nas águas brasileiras, o nosso fica em Sustentabilidade. O arquiteto espanhol Santiago Calatrava assina o espaço dos Emirados Árabes, inspirado num falcão. O ingresso de um dia custa US$ 27,42 (cerca de R$ 145).

Roteiros sobre sustentabilidade e mobilidade

Para a Expo Dubai, a TP Corporate criou roteiros temáticos acompanhados por especialistas sobre assuntos como materiais e tendências em design e arquitetura, o futuro da comida e a mobilidade de dados, bens e pessoas. De 16 a 22 de janeiro, por exemplo, o roteiro sobre Objetivos Globais custa a partir US$ 7.300 por pessoa em quarto single, sem aéreo. Inclui seis noites de hotel, traslados, café e uma refeição por dia, programação e entrada ilimitada para a Expo.

Ain Dubai, a maior roda-gigante do mundo

Mais nova atração do destino, a roda-gigante é a maior do mundo – 250 metros de altura, quase o dobro da London Eye, com 135 metros. Fica em Bluewaters Island, que se projeta sobre a água ao lado da Palm Jumeirah, diante do skyline da cidade. A volta numa das 48 cápsulas da Ain Dubai leva 38 minutos. Há várias categorias de ingresso (desde 130 dirhams; ou em torno de R$ 185) e até a possibilidade de reservar uma cabine para grupos de cinco a dez pessoas (a partir de 775 dirhams; cerca de R$ 1.115).

Observatório The View at The Palm

A 240 metros de altura, o observatório de 360 graus mostra do desenho da Palm Jumeirah ao Golfo Pérsico. Na atração, localizada no 52º andar do edifício The Palm Tower, há também uma exibição sobre a ilha artificial em forma de palmeira, incluindo mapas, aquários e interatividade. Ainda está prevista a abertura (sem data divulgada) do Falcon View, um mirante no ponto mais alto do prédio, o 54º piso. O valor do ingresso do The View at The Palm varia conforme o horário de visitação – a partir de 100 dirhams; cerca de R$ 144.

Theatre of Digital Art, para imersão em pinturas

Localizada no Souk Medinat Jumeirah, a área de 1.000 m² com telões HD exibe arte digital, com música e efeitos visuais. À frente da iniciativa está a Vision Multimedia Projects, empresa de Berlim que desenvolve e produz exposições multimídia desde 2014. Com ingressos a partir de 1o0 dirhams cada (cerca de R$ 215), há duas exibições atualmente em Dubai: Being Van Gogh (com um ator); e From Monet to Kandinsky. Revolutionary Art. O Theatre of Digital Art tem ainda workshop de pintura (350 dirhams; cerca de R$ 505), aula de yoga imersiva (150 dirhams; em torno de R$ 215) e noites de música clássica ou jazz (126 dirhams cada; cerca de R$ 180).

Museum of the Future: tecnologia e soluções futuras

A expectativa é grande pelo museu, antes previsto para 2020 e agora esperado para o fim de 2021. O inusitado já começa pelo edifício em fibra de vidro e aço. Com escritos em árabe e formato oval, que remete ao olho humano, o museu está entre os 14 mais bonitos do mundo numa lista divulgada em julho pela National Geographic. O projeto tem a certificação internacional LEED, dada a construções sustentáveis. Em 78 metros de altura, os sete andares irão abordar a evolução da tecnologia nas próximas décadas, com recursos como inteligência artificial e realidade aumentada, e propor soluções até 2050 para as mudanças climáticas. O Museum of the Future fará seminários, cursos e até testes de protótipos.

Deep Dive, a maior piscina de mergulho

Inaugurada em julho de 2021, a Deep Dive é outro exemplo dos superlativos característicos de Dubai. Piscina mais profunda do mundo para mergulho, certificada pelo Guinness Book, ela possui 60 metros de profundidade. São 14 milhões de litros de água, a uma temperatura de 30°C. Entre as atividades disponíveis estão snorkelling (400 dirhams; cerca de R$ 575) e primeiro mergulho (1.800 dirhams; em torno de R$ 2.590). Há opções para mergulhadores certificados para uso de cilindro (desde 1.200 dirhams; cerca de R$ 1.730). Funciona de quarta a domingo, das 12h às 20h.

Muitos novos hotéis em Dubai

Na hotelaria, os lançamentos são vários em 2021 – no fim do ano, a descolada rede europeia 25hours chega aos Emirados Árabes com o One Central, no distrito financeiro de Dubai, perto do Museum of the Future. Há muito ainda por vir, já que diversos empreendimentos atrasaram na pandemia, caso do Hilton Palm Jumeirah (previsto agora para 2022), do futurista The Dorchester (também esperado para o próximo ano) e do Anantara World Islands Resort (em fase final).

A 15 minutos de barco do Anantara The Palm, na ilha Jumeirah, o World Islands Resort será o primeiro hotel no continente sul-americano das ilhas artificiais de Dubai que imitam o desenho do mapa-múndi. O lounge da nova propriedade dará vista para cartões-postais do destino, como o arranha-céu Burj Khalifa (160 andares em 828 metros de altura) e o Burj al Arab (hotel icônico em forma de vela de navio).

Encontrou algum erro? Entre em contato

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.