Carla Miranda - 9/7/2007
Carla Miranda - 9/7/2007

Saint-Paul, para se apaixonar

As muralhas medievais, as ruazinhas de pedra, as fontes centenárias... tudo é tentador demais neste lugar

O Estado de S.Paulo

30 Junho 2009 | 02h36

Se prepare. Vá, mas não seja inocente. Saint-Paul de Vence vai fazer de tudo para que você se apaixone de forma irremediável. E declare rendição total às suas muralhas medievais, às ruazinhas de pedra que se embaralham loucamente, ao visual entre o mar e a montanha.

Nunca ouviu falar? Não é falta sua, nem de Saint-Paul. Talvez você possa deixar parte da culpa com Nice e Cannes, as estrelas da Riviera Francesa, ambas a menos de meia hora dali. Conviver com vizinhas tão famosas não é mesmo muito fácil. Mas agora você já sabe que Saint-Paul existe. E uma visita se torna imprescindível.

Comece pelo começo. Isso significa passar pelo Vence Gate, portão construído no século 14, e seguir com calma pela Rua Grande. No caminho, verá uma fonte em estilo provençal, que jorra desde 1615. E, depois, a antiga torre do século 11, única remanescente do castelo que deu nome à cidade.

Templo da arte. Muitos mestres da pintura estiveram no vilarejo, que hoje não tem mais que 3 mil habitantes. Matisse, Monet, Renoir... Mas o russo Marc Chagall (1887-1985) fez de Saint-Paul o seu lar. E retratou suas muralhas ao lado de bodes voadores e violinos.

Fundação Maeght. Se você quiser ver belas obras de Chagall, vá ao prédio da fundação (www.fondation-maeght.com). O quadro La Vie, de dimensões impressionantes (2,96 por 4,06 metros), ocupa quase uma parede inteira. O acervo conta, ainda, com esculturas de Augusto Giacometti (1877- 1947) para todos os gostos. Cães, homens caminhando, mulheres estáticas. No jardim, um "labirinto" criado por Joan Miró (1893-1983).

Nas ruas. Essa tradição artística se mantém nas mais de 30 galerias e nos antiquários de Saint-Paul. Há quadros primitivos, peças de bronze, itens de design - e também artesanato engraçadinho. Os preços não são nada convidativos. Mas checar as obras é uma atividade livre de custos. A Galerie le Capricorne (www.galeriecapricorne.com) é um must.

Gastronomia. Para comer com estilo, La Colombe D'Or (www.la-colombe-dor.com) e o restaurante do Relais e Châteaux Le Mas de Pierre (www.lemasdepierre.com).

Mais conteúdo sobre:
Viagem Saint-Paul Riviera Francesa França

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.