Eduardo Coelho/Divulgação
Eduardo Coelho/Divulgação

Samba no pé em plena ladeira - ou rua de pedra

Elas podem ser menores no tamanho, mas no quesito animação as cidades históricas promovem uma folia de dar inveja a grandes capitais. Ao som de marchinhas, samba de raiz ou inevitáveis hits-chiclete do axé, a festa corre solta nas ruas e praças. Junte fôlego, serpentina e coloque um calçado confortável: vias de pedra ou ladeiras sem-fim vão estar no seu caminho.

O Estado de S.Paulo

22 Janeiro 2013 | 02h09

Ouro Preto

Com blocos centenários - o Zé Pereira dos Lacaios é o mais antigo do Brasil, criado em 1867 - e escolas de samba, Ouro Preto fervilha no carnaval. Em 2012, 50 mil pessoas curtiram o feriadão por lá e a expectativa é que o número se repita neste ano.

Para descentralizar a festa, há desfiles na Praça Tiradentes, shows em diferentes pontos da cidade e blocos subindo e descendo as ladeiras coloniais. Universitária como é, conta com suas repúblicas estudantis para dividir o comando da festa. Além de servirem de hospedagem, montam pacotes completos para o folião visitante, que podem incluir ingresso para festas, shows, abadás para os blocos, churrascos e, claro, muita bebida. Se quiser garantir o seu colchão em uma delas, o ideal é contatá-las diretamente: veja a lista no carnavalouropreto.com.

Diamantina

Outra cidade mineira com farto currículo carnavalesco, tem como point da diversão o palco da praça central, onde a Bat Caverna (batcaverna.com.br) e Bartucada (bartucada.com.br), velhos conhecidos dos foliões habitués, arrasam no samba e bateria. Os shows são grátis, mas há área vip (o chamado bloco Biri Biri) para quem prefere pagar por menos empurra-empurra e bebida à vontade.

Por entre os casarões e ladeiras, blocos de rua fazem sua festa paralela. Há saídas em todos os dias do carnaval, de manhã, à tarde e à noite.

São Luiz do Paraitinga

Para cair na farra em São Luiz do Paraitinga, a 180 quilômetros de São Paulo, há de ser fã de marchinhas. O ritmo é predominante nos blocos clássicos, como Juca Teles, Maricota e Barbosa, e também nos outros 23 que vão agitar o centro histórico e ruas da cidade este ano. Capriche na fantasia, com muitas fitas e chitas, e prepare-se para gastar a sola do sapato ao lado dos bonecões gigantes, também típicos dali.

As 180 mil pessoas esperadas nos cinco dias de carnaval poderão optar por uma novidade: dois camarotes, Casa Skol e Espaço Arena 101 também vão fazer parte da festa.

Paraty

Na cidade fluminense, a folia começa antes: já no dia 31 muita música e agitação tomam conta das ruas de pedra do centrinho. Depois, na semana de carnaval, uma legião de blocos se espalha pela cidade. O tradicional Bloco da Lama segue como atração principal - é da praia do Jabaquara que os participantes saem, com os corpos devidamente cobertos de lama (como o nome sugere). / B.T.

Mais conteúdo sobre:
Carnaval 2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.