Divulgação
Divulgação

Santiago: veja de todos os ângulos

Prática, organizada e limpa. Assim é Santiago, a capital que mais destoa das suas vizinhas da América Latina. Com transporte público muito bem servido, ela convida o turista a apreciar suas largas avenidas e prédios modernos sem pressa. Com direito a paradas nos bairros principais, melhores museus e os mirantes que expõem sua geografia privilegiada.

Bruna Tiussu,

08 Janeiro 2013 | 11h16

 

Vista. Comece, aliás, apreciando a capital chilena do alto. É do Cerro San Cristóbal, no movimentado bairro Bellavista, que você fará o melhor clique combinando os edifícios envidraçados com as montanhas andinas de picos nevados ao fundo. Há como chegar lá de carro ou de ônibus - o tradicional funicular está fechado para manutenção.

 

Centro. Onde você encontra um pouco da Santiago histórica, com construções mais antigas. Dentre os pontos de interesse turístico estão a Plaza de Armas, Catedral, Palácio de La Moneda, a sede do governo, e o Mercado Central - neste, vá cedinho para encontrar iguarias locais ainda frescas.

 

Museus. Desde que abriu as portas, em 2010, o Museu de la Memoria y los Derechos Humanos é sucesso absoluto. Exibe vídeos, fotos e documentos sobre as vítimas do ditador Pinochet, no poder de 1973 a 1990, e protestos contra o regime. Também inclua na lista a La Chascona, uma das casas de Pablo Neruda, aberta a visitas.

 

Gastronomia. Restaurantes da moda se reúnem no bairro de Vitacura, que também atrai por suas lojas sofisticadas e galerias de arte mais atualizadas. Ali, escolha entre o menu do Boragó (borago.cl) ou do Mestizo (mestizorestaurant.cl), ambos com frutos do mar como especialidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.