Saudades de Budapeste

"Fiquei emocionada e com saudades ao ler sobre Budapeste, a capital da minha antiga pátria (na edição de 13 de julho). Óbuda, Esztergom, Visegrád, kürtoskalács, sósperc... Que delícia! Tudo no verão naquele lado do globo é lindo, todos esperam o frio e a escuridão do inverno rigoroso passar e viram turistas em seu próprio país. Cheguei aqui em 1948, fugindo da ocupação soviética e da 2ª Guerra Mundial. O Brasil é minha pátria agora, minha grande família é brasileira. Mas meus filhos falam a língua magiar." Gabriella Karasz, por carta

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.