Bruna Toni/Estadão
Bruna Toni/Estadão

Seis restaurantes que valem a visita

Durante muitos anos, a pesca foi a principal atividade comercial de Cayman - e essa herança se reflete à mesa, com abundância de peixes e frutos do mar

Bruna Toni, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2019 | 03h30

Não é à toa que Cayman se destaca na gastronomia. Não faltam bons restaurantes nas ilhas. 

Coccoloba e Ave

Os dois restaurantes, no Kimpton Seafire Resort, são abertos a não-hóspedes. O primeiro é pé na areia, de frente para a praia Seven Miles, e ideal para curtir o dia. Já o segundo, mais intimista, só abre para o jantar. Destaque para os tacos do Coccoloba (15 dólares de Cayman; R$ 70) e para o ravióli de cogumelos do Ave (20 dólares de Cayman; R$ 93). 

Wharf Restaurant 

Ideal para uma experiência romântica, ao pôr do sol. Fica instalado sobre uma plataforma com vista para o mar, com áreas coberta e ao ar livre. Quando o sol se põe, a única iluminação além do luar são as velas (o que dificulta a leitura do cardápio, mas cria um clima). Escolhi uma sopa deliciosa de batatas com cogumelos (8 dólares de Cayman; R$ 38) e uma lagosta (38 dólares de Cayman; R$ 176).

Lobster Pot

O nome do local já entrega sua especialidade: lagosta. Também de frente para o mar, com espaço ao ar livre, fica cheio de locais durante a semana. Pedi o peixe do dia, mas fiquei curiosa para provar a lagosta com abacate e manga, vinagrete apimentado e molho de estragão (16 dólares; R$ 75).

Royal Palms Beach Club

Com ambiente descolado e pé na areia, é bar, restaurante e balada. Para comer, vale tentar uma cabana na areia, bem charmosinha. O forte são as pizzas (16 dólares, em média; R$ 75), mas há pastas e frutos do mar. O ponto alto foi a sobremesa. Pedi um Sticky Toffee Rum Cake, mistura do pão de ló inglês com o típico bolo de rum de Cayman, servido com creme de baunilha (11 dólares; R$ 51).

Guy Harveys Restaurant

Localizado em Georgetown, centro da Grand Cayman, o bar e restaurante tem dois andares: o primeiro é para curtir em pé, se dividindo entre o salão e a rua. No segundo, a proposta é sentar e comer com vista para o mar. Pedi a porção de bolinho de camarão 

(25 dólares de Cayman; R$ 135) e uma lagosta linda e muito saborosa (45 dólares; R$ 209).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.