Sem fama, mas com visual de tirar o fôlego

Adriana Moreira

17 Junho 2010 | 12h01

Irresistível. Os 20 quilômetros de praia de Formentera têm mar azul de doer os olhos.

 

 

Esqueça, ao menos por um momento, os balneários europeus tradicionais. Opções também interessantes e com alto grau de animação espalham-se por todo o litoral.

 

Paros. Cenário típico das ilhas gregas: águas verdes, cristalinas, entre encostas de pedras. Barcos de pescadores, que trazem para terra deliciosos frutos do mar, repousam nas baías. E, aqui e ali, restaurantes com mesinhas na calçada, ideais para contemplar tudo. Paros, uma das Ilhas Cíclades, tem agito na medida para as férias não ficarem desinteressantes, mas com menos gente se acotovelando do que em Mikonos. Se tiver tempo, dê uma esticada até a vizinha Antiparos.

 

Antibes. De um lado, a longa faixa de areia de Salis. De outro, as muralhas de Porte Marine, erguidas no século 16, que dão à cidade ar de cartão-postal. Antibes Juan-les-Pins tem apenas 26 quilômetros quadrados, espremidos na Riviera Francesa, entre as famosas Nice e Cannes. Mas é dotada de cenário único, que atrai magnatas e seus veleiros, famílias, casais que andam de mãos dadas pelo calçadão. Vale tours pelo centro histórico, ao Fort Carrer, para saber mais sobre os pintores que viveram por lá, como Monet e Picasso.

 

Formentera. A ilha é a menor das quatro Baleares - Maiorca, Menorca e Ibiza, com população de pouco mais de 7 mil habitantes. Formentera soube unir turismo e proteção ao meio ambiente. Resultado: uma água azul de doer nos olhos. Aproveite as porções diminutas da ilha - cerca de 20 quilômetros de praias, apenas - e explore tudo de bicicleta, moto ou até caiaque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.