Sem maquiagem, os encantos de Trinidad

Trinidad não é território de piña colada. Algo que potencializa seus encantos: ao contrário da maioria dos destinos caribenhos, a maior ilha de Trinidad e Tobago, país a apenas 11 quilômetros da costa venezuelana, usufrui de riqueza petrolífera e não vive do turismo. Isso significa quilômetros de praias sem mimos e cachoeiras frequentadas por locais; uma cultura creole com raízes na África, Índia, Europa e China; e uma capital agitada, Port of Spain, onde se pode curtir uma das mais eletrizantes noites do Caribe. Tudo isso, aliado a novos hotéis e restaurantes, podem transformar a ilha no próximo point da região.

BAZ DREISINGER / PORT OF SPAIN , THE NEW YORK TIMES, O Estado de S.Paulo

17 Janeiro 2012 | 03h08

A pé. Ilhas caribenhas não costumam ser lembradas por suas capitais, mas Port of Spain é uma joia para ser explorada a pé. Você pode procurar por CDs que misturam reggae e soca (espécie de samba do país) na agitada Praça Independência, observar as casas de estilo vitoriano conhecidas como Magnificent Seven (Sete Magníficas) ao longo do Queen's Park Savannah - versão local do Central Park - e flanar pelo elegante e descolado Woodbrook. Depois, desenvolva seu olhar artístico na Alice Yard (aliceyard.blogspot.com), casa histórica transformada em galeria e polo criativo, e compre artigos de cultura caribenha - incluindo fantasias de carnaval - na Satchel's House (meilinginc.com), charmosa butique do designer local Meiling.

Pela manhã, uma ótima justificativa para sair cedo da cama são os doubles. A comida de rua, popular no café da manhã, consiste em um espécie de taco (bará) frito, em estilo indiano, recheado com grão-de-bico e molho de pimenta. Aqueles que levam a iguaria a sério (ou seja, todos os trinidadianos) seguem para Curupe, no centro da ilha. Os devotos podem ir direto à fonte: a fábrica de doubles en El Socorro.

Beira-mar. Maracas Beach, a 45 minutos ao norte de Port of Spain, é o mais próximo de praia comercial que se pode encontrar em Trinidad. Esqueça a água: vá direto para as barraquinhas de comida e prove o bake-and-shark - pedaço de tubarão empanado dentro de um pão redondo, repleto de condimentos gordurosos. Siga em frente por mais 22 quilômetros até Blanchisseuse, onde uma bela faixa de areia oferece calma e tranquilidade e a Baía Marianne fornece alívio ao calor. Dali, caminhe por mais 30 minutos seguindo o curso do Rio Marianne para se refrescar na linda cachoeira Avocat.

Pedaço da Índia. O centro de Trinidad é o reduto histórico da comunidade indiana na ilha, que lá chegou no século 19. Em Chagaunas, a 17 quilômetros ao sul de Port of Spain, compre temperos e flores artificiais. Faça pose ao lado da estátua de 26 metros do deus hindu Hanuman, que se ergue sobre a vila de Carapichaima. Nas imediações, o majestoso templo em Waterloo evoca um clima de meditação. O templo hindu foi construído sobre as águas para não tomar espaço de terra fértil para o plantio da cana-de-açúcar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.