Juliana Mezzaroba/Estadão
Juliana Mezzaroba/Estadão

Sete andares de cultura e história

CCK funciona em um prédio de 1928 com atividades para toda a família

Juliana Mezzaroba, O Estado de S.Paulo

14 de maio de 2019 | 03h40

Entre 1928 e 2003, o prédio imponente do bairro de San Nicolás foi endereço do Palácio de Correios e Telecomunicações. Depois de um período de restauração, em 2012 o local se transformou no Centro Cultural Kirchner, espaço com sete andares de exposições fixas e móveis, auditórios e uma cobertura com uma das melhores vistas da cidade.

Na hora do almoço, muitos portenhos aproveitam para relaxar nas cadeiras de praia do quinto andar. O passeio também é ótimo com crianças. O quarto piso, cheio de atividades lúdicas e interativas (incluindo uma sala cheia de instrumentos musicais), é o local que eles mais aproveitam. No mesmo andar há uma sala cheia de balões azuis onde adultos se esquecem da idade e se jogam sobre eles. Só tenha cuidado com os pertences, pois é impossível encontrar algo no meio das bexigas. 

 A entrada é gratuita, mas algumas atrações – especialmente as musicais e aulas – precisam ser reservadas pessoalmente ou no site do centro cultural. Se houver alguma atração na cobertura (La Terraza), faça a reserva: trata-se de um dos melhores pontos do centro para ver Buenos Aires. Aos fins de semana, também é possível fazer a visita guiada, em espanhol 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.