Sete roteiros para a primeira viagem à Europa

*Ricardo Freire, O Estado de S.Paulo

17 Junho 2014 | 02h08

VIAJE NA PERGUNTA:

Minhas duas filhas de 25 anos vão fazer sua primeira viagem internacional sozinhas, à Europa. Gostaria de itinerários para 15 dias, em outubro (Vera, São Paulo).

A chave para qualquer viagem bem-sucedida à Europa é lembrar que o continente não vai sair do lugar. Em vez de abocanhar o Velho Mundo inteiro de uma vez só, é melhor degustar um bocadinho a cada viagem.

Compre passagem aérea com ida diferente da volta. Resista a comprar aquela ida e volta a Madri para economizar 200 ou 300 dólares. Lembre-se que os trechos internos não saem de graça (e são cotados em euros) e que voltar ao ponto de chegada só para pegar o voo da volta oferece riscos e perrengues. Compre a ida até o primeiro destino a ser efetivamente visitado, com volta desde o último destino a ser efetivamente visitado. Os sites de todas as companhias aéreas oferecem essa possibilidade (sempre há uma opção "Múltiplos destinos" ou algo do gênero). É possível fazer uma comparação de preços no Kayak.com.br (selecione "Várias cidades").

Veja ideias para visitar alguns dos pontos mais desejados da Europa:

1. Londres + Paris: uma semana é a permanência ideal nessas duas capitais. Para o deslocamento, trem.

2. Madri + Florença + Munique: três cidades que proporcionam ótimos bate-voltas. Escolha dois em Madri: Toledo, Segovia, Ávila ou Córdoba (de trem). Em Florença, três: Pisa + Lucca (trem), Siena (ônibus), San Gimignano (ônibus) ou Cortona (trem). Em Munique, dois: Salzburgo, Garmisch-Partenkirschen ou Füssen (de trem). A Vueling voa de Madri a Florença, e a Air Dolomiti, de Florença a Munique.

3. Amsterdã + Bélgica + Paris: 4 ou 5 dias em Amsterdã, então 2 ou 3 dias na Bélgica (sugiro como base Ghent, de onde é possível fazer bate-voltas a Bruges e Bruxelas, voltando a tempo de aproveitar a noite animada da cidade), terminando com uma semana em Paris. Trem em todo o percurso.

4. Barcelona + Praga + Berlim: três das cidades mais vibrantes da Europa, cheias de gente jovem e com preços relativamente em conta. Avião entre Barcelona e Praga, trem entre Praga e Berlim.

5. Lisboa + Andaluzia + Madri: 5 dias em Lisboa, então ônibus a Sevilha, para ficar 3 noites. Ônibus a Granada, para 2 noites. Trem a Madri, para as 5 noites finais.

6. Roma + Florença + Veneza + Milão: 5 dias em Roma (bate-volta a Pompeia), 5 dias em Florença (bate-voltas a Siena, Pisa + Lucca, San Gimignano), 5 dias entre Veneza e Milão. Trem entre as grandes cidades.

7. Suíça + Itália: desembarque em Zurique. Pegue o primeiro trem do aeroporto a Lucerna, fique 3 noites; faça bate-voltas a Berna e Interlaken (para o circuito Jungfraubahn). No quarto dia, circuito barco + trem do Wilhelm Tell Express até Lugano; prossiga a Milão, para 2 noites. De Milão a Veneza (2 noites), Florença (5 noites, com bate-voltas) e Roma (4 noites, com bate-volta a Pompeia). Trem na Suíça: sbb.ch/em. Na Itália: trenitalia.com.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.