Glauco de Pierri/Estadão
Glauco de Pierri/Estadão

Shrek é show: monstrão verde ainda está na moda em Londres

Ogro é tema de espetáculo em atração próxima ao Big Ben

Glauco de Pierri, O Estado de S. Paulo

26 Setembro 2017 | 04h30

“Équi, papai”. A voz infantil vem acompanhada do dedinho apontando a tela. Aos dois anos e meio, Artur, Raul e Maria Luiza não cansam de assistir aos filmes do ogro Shrek (“Équi”) e dos outros personagens da história – princesa Fiona, Burro Falante, Gato de Botas, Pinóquio, Biscoito... Mas o grandalhão verde ainda está na moda, até em Londres?

Pois não apenas está na moda como é tema de espetáculo. Shrek’s Adventure! London, uma atração da Dreamworks operada pela Merlin, está em cartaz desde julho de 2015 e propõe uma imersão na história e no mundo de Tão, Tão Distante. 

O passeio custa 19 libras (R$ 79) por pessoa se for comprado online (shreksadventure.com/london; na porta, 27,50 libras, R$ 114). Usa dois andares de um edifício pertinho do Big Ben, com acesso fácil pelo metrô (estações Westminster e Waterloo). 

Logo na entrada, você vê as plaquinhas para as pessoas ficarem longe do pântano do Shrek. Vem então uma sessão de fotos que você pode (mas não tem obrigação de) comprar no final; dali em diante, ao entrar num elevador, a galera é recepcionada pelo Biscoito e avisada que fotos não são mais permitidas. 

A primeira parada é com a Princesa Fiona. Em uns minutinhos de uma conversa agradável, ela coloca todo mundo em cena. Depois, de óculos, sentamos no Ônibus Mágico 4D. Pilotado pelo Burro Falante, é todo sensorial, com uma gigantesca tela que leva o veículo para voar sobre Londres e passar por vários lugares com destino a Tão, Tão Distante. Para isso conta com a ajuda de vários personagens, entre eles o simpático Po, o urso protagonista de Kung Fu Panda. O problema é que ele para no pântano do Shrek...

Após o desembarque vêm várias etapas, cada uma com um ator diferente. Ainda no pântano, uma conversa divertida com a Cinderella. Depois, visitamos a cigana Esmeralda, de onde ela nos revela alguns malignos segredos do Lord Farquaad. Na sequência, seguimos para o Pub Maçã Envenenada, o local predileto dos vilões, e encontramos o Gato de Botas, que nos encaminha para a próxima atração.

No The Game Show, tentamos salvar a vida do Pinóquio e somos encaminhados para a Sala Mágica dos Espelhos, um labirinto muito bem feito (e difícil de sair) que leva à Sala do Padeiro, que conta com a ajuda do Burro Falante e do Biscoito para criar poções mágicas. 

No fim, falamos (ou tentamos falar) com a Bela Adormecida e em seguida nos damos conta de que fomos parar no calabouço de um castelo, onde uma bruxa malvada segue as ordens de Farquaad. É aí que Shrek aparece para salvar toda a turma e conduzir todos em segurança para o fim do passeio, onde as crianças (e os adolescentes, adultos, vovôs e vovós...) podem dar um abraço e tirar uma foto com o ogro mais famoso do pedaço. 

Por fim, mais uma sala com vários personagens da Dreamworks (estão lá a turma do Kung Fu Panda, os bichos de Madagáscar e a galera de Como Treinar Seu Dragão. O passeio dura 75 minutos e termina na lojinha da marca. 

Por conta dos sons e alguns personagens marcantes, a atração é recomendada mais para crianças acima dos 6 anos, mas os menores também são bem-vindos. Apesar de toda a trama ser em inglês, a garotada que não é fluente no idioma, mas entende um pouco do filme, vai se sair bem, tamanha semelhança dos cenários com o retratado no cinema. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.