Ilustração: Carlinhos Müller
Ilustração: Carlinhos Müller

Sobre lugares secretos

O homem mais viajado do mundo

Mr. Miles, o homem mais viajado do mundo, O Estado de S.Paulo

08 Setembro 2009 | 02h42

Marta Corazza, que se declara leitora assídua de mr. Miles, sugere que nosso correspondente possa ter sido substituído por "um clone menos afiado desde a publicação de suas excelentes colunas sobre a xenofobia na Itália de Berlusconi". Diz mais: "Dono de agudeza de espírito, classe e elegância indiscutíveis, anda escrevendo de maneira sutilmente mais rude e simplória", aventando, nas entrelinhas, a hipótese de que o viajante tenha sido expurgado da seleta lista de articulistas deste diário porque ousou entrar em tema polêmico. Teria, assim, desagradado a poderosos interesses da Itália e de sua vasta comunidade de descendentes brasileiros.

Mr. Miles, agradecido pelos elogios, manda dizer que estranha e lamenta ter parecido "rude ou simplório" em qualquer de seus artigos recentes, mas garante que "não fui clonado, abduzido ou cooptado por quem quer que seja. E, se isso ocorreu, I didn't take notice. Trashie continua me fazendo festa como se eu fosse eu mesmo e sigo irredutível em minha decisão de não voltar à Itália enquanto houver leis que incentivem a caça aos imigrantes".

Nosso correspondente promete, "anyway", que vai ficar atento à possibilidade de, em suas próximas viagens, topar com outro mr. Miles, na expectativa de que aquele seja a cópia, jamais ele próprio.

O homem mais viajado do mundo nos daria o prazer de revelar alguns lugares que estão entre seus melhores segredos?

Orlando Cury Neto,

por e-mail

"Well, my friend, sua questão esbarra em um problema original. Segredos, quando compartilhados, não são mais segredos, aren't they? Ainda assim, compreendo sua pergunta. As publicações de turismo têm o estranho hábito de revelar seus best kept secrets com surpreendente frequência. Praias secretas, cidades secretas, restaurantes secretos, montanhas secretas. Os agentes da CIA, do MI5 e do Mossad devem andar em polvorosa com tantas confidências reveladas, don't you agree?

Mas, na verdade, dear Orlando, chamamos de lugares secretos aqueles que, de acordo com nossas preferências, são agradáveis e não atraem multidões. Uma praia com ondas bem formadas pode ser um segredo entre poucos surfistas - mas, as you know, não terá o sabor de uma descoberta para quem prefere pescar trutas. Assim como discretas reservas de birdwatching têm grande significado para mim, mas, com quase toda a certeza, serão uma revelação que o desapontará. Am I right?

Ouso afirmar que segredos revelados a granel são apenas informações banais. O bom segredo é aquele que descobrimos ou, at least, temos a ilusão de descobrir. Ele envolve a jornada, o desvio, a ventura de explorar trilhas não mencionadas e a curiosidade de procurar o que há do outro lado da montanha. Dele não se tem certezas, só indícios. O relato de um camponês, a lembrança de um velho aldeão, o seu próprio instinto. E então, suddenly, você o descobre. Um lago que, ao poente, adquire tons purpúreos. Um mirante. Um segredo que será seu, a ser compartilhado apenas por aqueles a quem você quiser agradar. Esse vasto planeta é um grande empório de tesouros bem guardados. Pack your luggage e encontre os seus."

*Mr. Miles é o homem mais viajado do mundo. Esteve em 132 países e 7 territórios ultramarinos

Mais conteúdo sobre:
Mr. Miles

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.