Supermoderno metrô de Dubai

As 47 estações são temáticas e os ornamentos, exagerados, bem ao gosto de Dubai. Detalhes nada pequenos como uma sequências de lustres similares a água-vivas saltam aos olhos. E tudo isso se torna curiosidade turística para o visitante.

O Estado de S.Paulo

31 Agosto 2010 | 03h23

Prestes a completar um ano, em setembro, o metrô de Dubai opera com cerca de metade das estações abertas. Trata-se de uma alternativa de transporte relevante em uma cidade tomada por congestionamentos. Os vagões são confortáveis e viajam por viadutos a maior parte do percurso, o que permite ver os arranha-céus no horizonte.

Em alguns pontos restam inconvenientes. A estação Burj Khalifa, que leva ao prédio mais alto do mundo e ao maior shopping da cidade, fica a 10 minutos a pé destes pontos turísticos. A caminhada é feita entre ruas em obras e sem calçada. Outros são perfeitos, como a estação Mall of the Emirates, praticamente dentro do shopping homônimo.

Se vale a pena? Sem dúvida, nem que seja pela curiosidade. E para ver as água-vivas gigantes que, para quem ficou curioso, enfeitam a estação Khalid Bin Al Waleed. O bilhete custa desde 1,80 dirhams (R$ 0,90). Informações: dubaimetro.ae.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.