Telluride

Não é só por ser mais sofisticada e quieta que Telluride, no Colorado, tem um apelo diferente de outros resorts de inverno nos Estados Unidos. Há algo que torna a experiência na montanha altamente democrática: pistas para esportistas iniciantes e intermediários em todos os teleféricos. Em outras palavras, mesmo os inexperientes podem curtir as paisagens da cadeia de montanhas onde estão os picos mais elevados do país.

O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2014 | 02h06

Novidade principal da temporada é a aquisição, pelo Telluride Ski Resort, do hotel-butique Inn at Lost Creek (innatlostcreek.com; desde US$ 195). A hospedagem é ski-in/ski-out, ou seja, é possível chegar e sair dali já com os esquis nos pés.

Na base da montanha, a Mountain Village é onde ficam hotéis, restaurantes e lojas mais novos. Mas é na cidade histórica de Telluride que se apreende o charme e o passado da localidade, entre edifícios vitorianos do século 19, como o Mahr Building, que, em 1889, então sede do banco San Miguel Valley, foi alvo de assalto feito pelo lendário Butch Cassidy. Uma gôndola gratuita liga Downtown Telluride a Mountain Village.

O programa Telluride Eco Adventures organiza outros passeios na região. A base está em Mountain Village e há toda a variedade que se espera de passeios: cavalgada, caminhada e até bike na neve. O après-ski mais concorrido é o bar Oak, na base do teleférico 8.

A altitude máxima chama atenção em Telluride: chega a 4 mil metros. Há 125 pistas (23% para iniciantes, 36% para intermediários e 41% para avançados) e 18 lifts. A temporada vai de 27 de novembro a 5 de abril, com passe diário desde US$ 79. Site: tellurideskiresort.com

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.