Universal Orlando
Universal Orlando

Testamos o novo simulador de 'Velozes e Furiosos', em Orlando; conheça

Atração Fast & Furious Supercharged é a grande estreia dos parques Universal para a alta temporada, que vai até agosto e tem ainda Jimmy Fallon, King Kong, Harry Potter e toboáguas

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

26 Junho 2018 | 05h05

ORLANDO - À beira do lago central do parque Universal Studios, a área temática da cidade de São Francisco tem agora como seu ponto mais chamativo uma fachada velha e desgastada na qual se lê, numa tipologia familiar, Fast & Furious Supercharged. A atração inspirada nos filmes da franquia Velozes e Furiosos, inaugurada em maio, é a principal novidade do grupo Universal para a alta temporada em Orlando, em julho e agosto. 

Como já é esperado para este período de férias, outras inaugurações prometem experiências novas mesmo para os habitués da cidade dos parques temáticos. Ainda no Universal Studios, está programada para este verão americano a estreia de um novo espetáculo no lago, chamado de Cinematic Celebration, com imagens de personagens, cenas de filmes e mais de 120 fontes d’água dançantes. Também do Universal, o parque Islands of Adventures estreou um show de projeções e fogos de artifício no Castelo de Hogwarts, na área de Harry Potter. 

Do grupo Disney, Toy Story Land, área temática do menino Andy e seus bonecos Woody e Buzz Lightyear será inaugurada neste sábado, 30 de junho. SeaWorld estreou a animada Ray Rush no Aquatica, e promete corredeiras na floresta ainda para o verão.

Carros tunados. Você não precisa ser fã de qualquer um dos oito filmes da franquia Velozes e Furiosos para se amarrar no Fast & Furious Supercharged. Basta gostar de emoção para querer encarar a fila e ir várias vezes.

A brincadeira proporciona uma experiência envolvente. Todo o cenário foi feito para que o visitante se sinta nos ambientes dos filmes. A fila recria o centro de operações de Velozes e Furiosos, com nada menos do que 12 carros supertunados. Alguns deles foram mesmo usados pelos personagens nas gravações. Outros foram criados especialmente para a atração, como conta Dennis McCarthy, coordenador de carros dos filmes e do Fast & Furious Supercharged. 

“A principal diferença é que, durante as filmagens, demos mais ênfase à parte mecânica porque a câmera consegue esconder vários defeitos. Por outro lado, para a atração aqui em Orlando, todo o esforço foi colocado na parte estética. Todos os carros ficam perto do público, então tinham de estar com a melhor aparência possível.” 

Motores, pneus e peças de automóveis expostas recriam o cenário de uma oficina mecânica.

Na segunda parte da fila, antes da atração principal, o público interage com personagens como Mia Toretto (Jordana Brewster) e Tej (Ludacris). Aqui é apresentado o plano de ação por meio de computadores sintonizados em câmeras e mapas da cidade de São Francisco.

Enfim, chega o momento de entrar no simulador, que de fato é veloz e furioso. São dois ônibus que levam 48 pessoas cada, divididas em oito fileiras de seis. Em aproximadamente 5 minutos de percurso com trilha sonora bombando desde o início, o visitante se vê no meio de uma perseguição em alta velocidade, com tiros e explosões de fazer perder o fôlego. O ônibus se movimenta de acordo com a ação, balança e dá a sensação de que todos fazemos parte da cena. São tantos os detalhes que é preciso ficar atento a tudo – daí a vontade de voltar para a fila e encarar a brincadeira mais uma vez. 

Uma dica prática para não perder nada durante a atração é tentar sentar do lado direito do ônibus, porque dali é mais fácil acompanhar cada detalhe da festa que dá início à perseguição que é o tema central do simulador. Também se veem melhor as cenas de combate, com os personagens pulando entre carros e até de um helicóptero. 

Fila virtual. O Fast & Furious Supercharged tem um sistema de fila virtual. Por meio do aplicativo oficial do Universal Studios ou nos quiosques próximos à entrada da atração, é possível agendar horário para ir ao brinquedo. Enquanto a sua hora não chega, você pode aproveitar o restante do parque. 

Vale também navegar pelo aplicativo oficial do Universal Studios e conhecer os recursos especiais Fast & Furious Supercharged. Dá para ouvir mensagens de Mia Toretto, conhecer a biografia dos personagens e testar os seus conhecimentos sobre a franquia Velozes e Furiosos.

Como ir e dicas práticas

Aéreo: Azul (desde R$ 2.720; voeazul.com.br), Latam (R$ 2.820; latam.com/pt_br) 

e Delta (R$ 4.518; delta.com) voam direto SP-Orlando-SP. 

 

Passes vip: os parques Universal vendem a chamada experiência vip. Custa a partir de US$ 189, mais o ingresso. Inclui estacionamento com manobrista, guia falando português, acesso prioritário a todos os brinquedos e o direito de escolher em qual lugar se sentar. Pode incluir, ainda, acesso aos bastidores, café da manhã ou almoço. À venda nos guichês e no site – o número por dia é limitado. Opção mais em conta é o passe expresso, desde US$ 69,99, que dá direito a furar fila nas atrações: universalorlando.com.

Outras novidades do Universal

- 50 tipos de donuts são vendidos na loja Voodoo Doughnut, recentemente inaugurada na área de compras e gastronomia City Walk. Os sabores disponíveis incluem até bacon. O mais clássico é o Voodoo Doll, com recheio de geleia de framboesa e cobertura de chocolate.  

- 600 quartos terá o Universal’s Aventura Hotel, que será inaugurado em agosto. Em uma estilosa torre de vidro, o hotel terá bar na cobertura com vista panorâmica dos parques. Diárias começam em US$ 116.

- 60 metros de altura tem o vulcão que dá nome ao parque aquático Volcano Bay. Inaugurado em 2017, é o mais novo de Orlando. O vulcão verte água por todos os lados durante o dia; à noite, o efeito é de lava e fogo. Há toboáguas radicais, piscinas de ondas multiredicionais, um rio tranquilo e espaços de descanso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

Castelo de Hogwarts ganha show noturno de fogos e projeções

Na vila de Hogsmeade, no parque Universal Studios, espetáculo estreou no começo deste ano e se tornou permanente

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

26 Junho 2018 | 04h55

ORLANDO - Depois de um dia de atrações radicais, um começo de noite entre luzes, projeções e fogos de artifício. Desde o começo de 2018, é assim que se encerra a visita ao Islands of Adventure, o segundo parque temático do grupo Universal em Orlando. 

Quando a noite cai, as atenções se voltam para o Castelo de Hogwarts, na área dedicada ao bruxo Harry Potter. Nas paredes do castelo são projetadas imagens, personagens e efeitos especiais marcantes dos filmes da série. As quatro casas de Hogwarts – Grifinória, Sonserina, Corvinal e Lufa-Lufa – são representadas em destaque no espetáculo. Tudo ao som de trilha sonora familiar aos fãs. 

Em certos momentos, a impressão é de que o Castelo de Hogwarts está em chamas. Num piscar de olhos, surgem imagens de animais em suas paredes. De repente, o prédio é tomado por um espetáculo de luzes e fica parecendo uma árvore de Natal gigante. Aí, explodem fogos de artifício arrancando suspiros dos visitantes, muitos deles vestidos a caráter, com capas, varinhas e cachecóis.

Depois do sucesso do show de luzes no Castelo de Hogwarts, que tem atraído muita gente ao local à noite, a área temática de Harry Potter no Islands of Adventure vai ganhar uma montanha-russa em 2019. Detalhes do brinquedo são mantidos em sigilo. Por enquanto, a promessa é de algo totalmente diferente das demais atrações do parque, com aventura e ação, mas com perfil familiar, aberto também às crianças. 

O brinquedo está sendo desenvolvido pelo Universal em conjunto com a Warner Bros. e a equipe de cenografia e design dos filmes de Harry Potter. Para a construção, o parque fechou a tradicional montanha-russa Dragon Challenge.

Dois ingressos. Harry Potter é o tema que conecta os dois parques temáticos do Universal. A vila de Hogsmeade, que contém o Castelo de Hogwarts e fica no Islands of Adventure, é a área mais antiga dedicada ao bruxo; foi inaugurada em 2010. 

No outro parque do grupo, o Universal Studios, foi aberto em 2014 o Beco Diagonal, segunda parte do complexo de atrações dedicadas a Harry Potter, onde fica o Banco de Gringotes. A ligação entre as duas áreas é feita pelo trem Expresso de Hogwarts, que circula entre as estações King’s Cross (no Universal Studios) e Hogsmeade (no Islands).

Atenção: é preciso ter ingressos para os dois parques temáticos para embarcar no trem. O tíquete para 2 parques, válido para 2 dias, custa US$ 274,99. Com direito também ao parque aquático Volcano Bay, válido por 3 dias, US$ 309,99. Site: universalorlando.com

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Raphael Ramos, O Estado de S>Paulo

26 Junho 2018 | 04h53

ORLANDO - Elas não são tão novas como Fast & Furious Supercharged, recém-inaugurada, mas também têm gosto de novidade. Estamos falando das atrações Race Through New York Starring Jimmy Fallon, que abriu as portas ao público no ano passado, e Skull Island: Reign of Kong, de 2016. As duas atrações são bem distintas, mas têm uma coisa em comum: são capazes de fazer o coração de qualquer um bater mais forte.

Jimmy Fallon. No brinquedo Race Through New York Starring Jimmy Fallon, o visitante entra em uma espécie de “teatro voador”, com capacidade para até 72 pessoas, para disputar uma emocionante corrida contra um dos apresentadores mais famosos da TV americana. Antes, é claro, é possível conhecer a história do programa The Tonight Show e todos os seus apresentadores. Tudo é feito para que o visitante se sinta totalmente à vontade e íntimo de Jimmy Fallon. Também é possível interagir com o mascote do programa, Hashtag the Panda.

A disputa com Jimmy começa no estúdio da NBC, onde é gravado o The Tonight Show. A inusitada corrida vai dos túneis do metrô de Nova York a marcos emblemáticos da cidade, inclusive a Estátua da Liberdade e o Empire State Building. E segue até a lua.

A sensação de realismo transmitida pelo simulador impressiona. Não é raro ver os visitantes tentando desviar de objetos voadores que nada mais são do que imagens projetadas em três dimensões. Ao ver essa reação do público, fica fácil entender o tamanho das filas que se formam diante da atração. 

Race Through New York Starring Jimmy Fallon fica no Universal Studios. O parque tem outros simuladores imperdíveis e igualmente concorridos. Despicable Me Minion Mayhem é o mais simpático. Os visitantes são transformados em Minions para poderem ajudar as meninas Margô, Edith e Agnes na organização da festa de aniversário de Gru. 

The Revenge of the Mummy (A Vingança da Múmia) e Transformers são simuladores cheios de aventura e tensão, bem ao estilo dos filmes nos quais se inspiram. Investem pesado nos chacoalhões, nas sensações de calor e no frio na barriga dado por quedas e situações-limite de batalha e perseguição. 

Já The Simpsons Ride é o centro de uma área temática tradicional e querida na parque, dedicada à família de Springfield. A montanha-russa virtual na qual os visitantes embarcam com Homer, Marge e seus três filhos pertence ao decadente Krustyland, parque do palhaço Krusty. É claro que isso não tem como dar certo. Depois dos sustos e sobrevoos por Springfield, você pode sair e ir comer alguma coisa na taverna do Moe. 

King Kong. No parque Islands of Adventure, Skull Island: Reign of Kong é inspirado na história do gorila gigante confinado em uma ilha perdida. O visitante é convidado a fazer uma expedição pelos misteriosos domínios da criatura. 

É uma experiência multissensorial. Todo o trajeto é feito em um caminhão, que chacoalha de um lado para o outro com os constantes ataques de predadores pré-históricos e criaturas gigantes e assustadoras – com direito a dinossauro. 

King Kong, então, aparece em uma projeção bastante realista com o seu rugido trovejante. Com dentes afiados e garras assustadoras, o feroz gorila mostra que a ilha é o seu verdadeiro reino. O trajeto dura cerca de seis minutos e termina com os visitantes cara a cara com uma cabeça gigante de Kong. É possível sentir até a respiração da fera. 

Um dos simuladores mais empolgantes de Orlando também está no Islands of Adventure. The Amazing Adventures of Spider-Man é uma aventura por Nova York na qual o Homem Aranha deve recuperar a Estátua da Liberdade, que foi roubada. Você já experimentou voar pendurado em teias de aranha? Aproveite, é uma delícia. / COLABOROU MÔNICA NOBREGA 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estado de S.Paulo

26 Junho 2018 | 04h51

Disney

Ao infinito e além - É neste sábado: a área temática Toy Story Land, dedicada aos brinquedos Woody, Buzz Lightyear e outros, abre para o público no parque Disney’s Hollywood Studios (bit.ly/wdwhollywood) em 30 de junho. Com 44 mil metros quadrados, reproduz o quintal de Andy, com duas novas atrações: a montanha-russa Slinky Dog Dash, do cachorro de mola Slinky, e o game dos monstrinhos verdes Alien Swirling Saucers. O antigo Toy Story Mania, ampliado com um terceiro circuito de competição, também faz parte da área.

No planeta dos Na’vi - Antes de se acomodar sobre o seu banshee - espécie de dragão voador -, o visitante é transformado em um Na’vi. Assim, na pele de um habitante, sobrevoa o planeta Pandora, admira as montanhas voadoras, sente a respiração do animal, a temperatura da água, o cheiro da floresta. O simulador Avatar Flight of Passage é a atração principal da área dedicada ao filme Avatar no Disney’s Animal Kingdom, inaugurada no ano passado. Há ainda o Na’vi River Journey, para admirar a floresta bioluminescente: bit.ly/wdwanimal

Incrível família - Na onda do lançamento do segundo filme da série, atualmente em cartaz, Senhor Incrível, Mulher Elástica, Gelado e outros personagens de Os Incríveis circularão pelo Disney’s Magic Kingdom (bit.ly/wdwmagic) durante o verão. Os personagens vão interagir com visitantes na Tomorrowland, com participação inclusive da estilista de uniformes de heróis Edna Mode. No Epcot (bit.ly/wdwepcot), os convidados especiais são Starlord e Gamora, de Guardiões da Galáxia, que farão um show musical. O parque vai ganhar uma área temática do filme, data não divulgada. 

SeaWorld

Corredeiras na floresta - Rios e florestas da América do Sul são a inspiração para a prometido nova atração do SeaWorld Orlando, Infinity Falls. O brinquedo foi prometido para este verão, mas a data de inauguração ainda não foi confirmada. As corredeiras serão de grau 4 (em uma escala até 6); um elevador vai erguer os botes que, em seguida, despencarão em uma queda eletrizante de 12 metros de altura. A área terá também atividades de educação, encontros com animais da América do Sul e conscientização sobre o ecossistema: bit.ly/sofalls.

Uma boia para quatro - Aquatica, parque auático do grupo SeaWorld, abriu em maio uma nova atração de piscinas e tobogãs. Com 20 metros de altura, a Ray Rush proporciona uma sequência de três experiências. Grupos de até quatro pessoas embarcam em boias; primeiro, a boia é lançada por jatos de água a uma velocidade de 36 km/h e segue para a primeira das seções de tubos fechados. Em seguida, cai em um tobogã aberto em formato de arraia manta, antes de terminar a aventura em um splash. Site: bit.ly/swrush.

: bit.ly/swrush.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.