Todo encanto do Cirque du Soleil nas ruas ? e de graça

O acrobata quase toca no viaduto ao executar a pirueta. E a plateia delira. Se ver Cirque du Soleil de graça, na rua, já provoca reações animadas, assistir à

Nathalia Molina / TORONTO ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2010 | 02h30

performance com movimentos, música e produção de qualidade faz a empolgação dobrar.

Todo verão, até 2013, a companhia vai se apresentar de graça num espaço embaixo do viaduto por onde passa a Rodovia Dufferin-Montmorency. O espetáculo Les Chemins Invisibles, por exemplo, foi visto de junho a

setembro deste ano. A apresentação de uma hora, com canções ao vivo, figurino e maquiagem impecáveis e números um tanto complicados (o malabarismo com fogo é sensacional), vale qualquer espera.

Outro show gratuito, o Le Moulin à Images, conta a história de Quebec. As imagens são projetadas num telão improvisado, com 600 metros de largura e 30 de altura, sobre silos no Vieux-Port. Criado para os 400 anos da cidade, em 2008, o espetáculo é dividido em temas por séculos. Durante 50 minutos, as cores e as imagens são vistas com facilidade de todo o porto antigo. Uma celebração à cidade que o visitante leva de lembrança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.