Todos os caminhos para chegar a Tóquio

Para ir a Tóquio, o Corinthians precisou fazer uma escala em La Bombonera. Já os torcedores têm muito mais opções - visto que, desde o fim da Varig e a saída da JAL, não há mais rotas diretas do Brasil ao Japão. Para quem dispõe de pouco tempo, o caminho turisticamente mais aproveitável é via Dubai ou Qatar, onde a temperatura em dezembro estará mais agradável do que na Europa. Indo pelo sentido oposto, o Havaí é uma parada irresistível. Querendo aproveitar o Japão ao máximo, a dica que sempre dou é chegar por Osaka (há voos de Dubai, Doha, Londres, Frankfurt, São Francisco e Honolulu) e de lá pegar o trem-bala a Kyoto (leva 1 hora), que oferece a melhor câmara de descompressão para o turista. De Kyoto, faça bate-voltas a Nara e Hiroshima. E só então siga a Tóquio, voando de volta de lá.

Ricardo Freire,

17 Julho 2012 | 06h49

* Acompanhe o caminho do colunista em viajenaviagem.com.

Viaje na pergunta

Como é viajar de trem entre Berlim, Praga e Viena? Qual é a melhor época? Qual ordem e por onde começar? (Paulo, São Paulo)

Compre sua passagem aérea com ida a Berlim e volta de Viena. De Berlim a Praga são 4h40 de viagem (bahn.de/international). De Praga a Viena, 4h20 (cd.cz/em). Compre com dois meses de antecedência para conseguir descontos. Programe quatro noites por cidade. A melhor época é a meia estação: maio/junho e setembro/outubro.

Tenho dez dias para fazer Escócia e Irlanda. Queria alugar carro, mas tenho medo da mão inglesa. O que acha? (Hussein, São Paulo)

Eu chegaria por Dublin e ficaria três dias inteiros por lá. Então voaria a Edimburgo, passando os quatro dias seguintes, incluindo um bate-volta a Glasgow. Terminaria montando base em Inverness para passeios às Highlands. Na Escócia, além da mão inversa, há também a questão das degustações de uísque: contrate tours localmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.