Tour com pitadas de humor negro

Rota leva aos lugares mais mórbidos de Hollywood e mostra onde celebridades aprontaram das suas

Etienne Jacintho, LOS ANGELES, O Estado de S.Paulo

17 Novembro 2009 | 02h54

"Acomodem-se e descansem em paz", diz Scott Michaels, criador do Dearly Departed Tour (www.dearlydepartedtours.com), enquanto coloca a trilha da série A Sete Palmos para tocar na van que levará turistas aos lugares mais mórbidos de Los Angeles, com muito humor negro. "Em 1976, o ator Jack Cassidy chegou em casa e acendeu o cigarro", conta. "Ele dormiu, incendiou o prédio e morreu carbonizado. A família decidiu cremá-lo."

O tour começa no Cedars-Sinai, "o hospital para se morrer", como define. "Morreram aqui River Phoenix, Frank Sinatra, Lucille Ball, Henry Fonda, Barry White..." E a lista segue com uns 30 nomes.

Os pontos altos do tour são três: Waverly Drive, onde o casal La Bianca foi morto pelo bando de Charles Manson, em 1969; Norton Street, local em que o corpo de Elizabeth Short, a Dália Negra, foi encontrado mutilado, em 1947; e a Elm Street, onde o casal Menendez foi assassinado pelos filhos. Neste último endereço, um áudio soa na van. "Mataram meus pais", chora uma voz masculina. É a ligação de Erik, um dos filhos do casal, para a emergência. "Ele merecia um Oscar", fala o guia.

Sobre a Dália Negra, Michaels não economiza detalhes da morte e mostra uma pasta. "Abram, se tiverem coragem, para ver a foto da mutilação." Michaels, fascinado por Charles Manson, tem também o tour Helter Skelter e um curta, The Six Degrees of Helter Skelter, que pode ser visto no YouTube.

ANOS NEM TÃO DOURADOS

O passeio segue por pontos que marcaram os anos dourados do cinema. A morte mais dramática é a da atriz Peg Entwistle, que, em 1932, se jogou do "H" do letreiro de Hollywood. Ela era casada com o produtor Robert Keith, cujo filho, Brian, se matou em 1997, dois meses depois de a filha dele, Daisy, cometer suicídio.

A van entra na Sunset Boulevard e para na boate Viper Room. "O irmão de River Phoenix usou este orelhão para fazer essa ligação", fala o guia, enquanto liga o áudio do telefonema de Joaquin Phoenix na tentativa de salvar o irmão morto de overdose em 1993, aos 23 anos.

FAMOSOS E INFRATORES

A parte mais divertida do tour começa no Will Rogers Memorial Park. "Vocês podem ir ao banheiro onde George Michael foi preso tentando seduzir um policial", conta, enquanto coloca a canção I Want Your Sex no som e entrega aos passageiros uma cópia do boletim de ocorrência. Sim, ele tem o relatório!

De volta à Sunset, ele segue: "Em 1995, em frente a este restaurante, Hugh Grant foi pego com a prostituta Divine Brown." O guia passa por uma construção enorme, a Cientology Celebrity Center. "Tom Cruise frequenta este lugar. Há uns 14 anos, ouvi um boato de que ele e Emilio Estevez, também da igreja, estavam namorando", diverte-se. O passeio segue pelo clube de strip-tease de Courtney Love, o cabeleireiro onde Marilyn Monroe ficou loira platinada pela primeira vez e o ponto em que uma Halle Berry atordoada se envolveu num acidente de carro, em 2000, e fugiu. "Ela disse que parou nesta loja de bebidas só para comprar uma Coca-Cola zero", ri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.