TRAÇO BRASILEIRO NOS PAREDÕES DA CIDADE DOS ANJOS

Coletivo de Goiânia conquistou seu lugar ao sol nos muros do descolado Arts District

O Estado de S.Paulo

01 Julho 2014 | 02h06

Conhecidos em vários países por suas obras públicas de grande escala e cores vibrantes, os ilustradores goianos Renato Reno, Douglas Castro e Victor Rocha fizeram uma parada em Los Angeles, onde podem dizer que deixaram sua marca. Na cidade em que as estrelas brilham com seus nomes nas calçadas, foi nas alturas de um prédio de cinco andares que os três artistas imprimiram o talento brasileiro.

O projeto foi uma parceria da DoArt Foundation, grupo de promoção de arte de Los Angeles, e da produtora cultural goiana A Construtora, com a curadoria do coletivo internacional de arte de rua Instagrafite. Com a proposta aprovada em fevereiro, o trio passou 11 dias do mês de março na cidade para executar a ideia.

Acostumado a grandes projetos, o ilustrador Renatao Reno admitiu ao Estado que o paredão em Los Angeles foi o maior desafio do trio. "Foram 11 dias de pintura. A coisa mais doida de nossas vidas. Nunca tínhamos pintado algo tão grande e tão complexo", contou. "A gente se deparava com um desafio novo a cada momento e passamos muito medo."

Entre as dificuldades, conta, eles enfrentaram até terremoto. "No início dos trabalhos pegamos um tremor de 5.1 (pontos na escala Richter) em cima dos andaimes", lembrou. Nada que abalasse os artistas, conhecidos também no mundo musical com a banda Black Drawing Chalks, da qual somente Renato não faz parte.

Depois da passagem pelo Arts District, que o grupo descreveu como "inspirador e mágico", eles seguiram para o Coachella, um dos maiores festivais de música do mundo, na cidade de Indio, no sul da Califórnia, para fazer um trabalho de pintura ao vivo no palco The Do Lab. Em seguida, levaram sua arte para Londres e Lisboa. "Nosso sonho agora é sair pintando pelo mundo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.