Trilha  gelada

Trilha gelada

A 3.500 metros de altitude e a uma temperatura de 8 graus negativos, respirar parece tarefa tão árdua quanto mexer o corpo. Você insiste. Entra na sala às 9 horas, acomoda o tapete num cantinho e começa a imitar os movimentos que a professora de ioga faz. Estica pernas, alonga braços. Eis que se distrai com a panorâmica na janela: floquinhos brancos caem do céu ensolarado ali no topo da Aspen Mountain. O cenário tem efeito despertador e, como mágica, passa toda a energia necessária para começar - e terminar - o dia se exercitando na estação de esqui mais concorrida do Colorado.

BRUNA TIUSSU / ASPEN, O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2013 | 03h22

A oportunidade de praticar ioga no topo de sua principal montanha foi apenas um dos presentes que Aspen preparou para os visitantes no ano passado. A boa notícia é que as aulas voltam à programação da cidade a partir de 18 de novembro, data prevista para o início da temporada 2013/2014.

Também está garantida a tal panorâmica dos sonhos àqueles que pretendem pisar por lá. Aspen tem a natureza a seu favor: se não bastasse estar incrustada entre os belos morros do Colorado, se gaba por somar, em média, 300 dias de sol ao ano. E, durante a estação fria, recebe dos céus uma neve fininha, chamada de powder, ideal para os esportes de inverno.

Ao todo, são quase 2 mil hectares de superfície para esquiadores e snowboarders, com pistas que acolhem bem dos experientes àqueles que ensaiam os primeiros deslizes. Em Buttermilk, por exemplo, há descidas ideias para aprender o bê-á-bá da brincadeira. Palco dos X Games há 12 anos, reúne um emaranhado de pistas verdes (as mais fáceis do catálogo de opções).

Bateu o cansaço? Basta pegar a gôndola para tomar um suco e beliscar algo no Elk Camp, um dos novos restaurantes do destino, inaugurado no topo da montanha no último inverno.

Em família. A 14 quilômetros do centro, Snowmass também tem opções para quem está começando a pegar o jeito no esporte. Trata-se de uma das mais extensas áreas esquiáveis dos Estados Unidos - de 2012 para cá, ganhou mais espaço e curvas. Há pistas de todos os níveis. Tal variedade lhe rendeu o apelido de "montanha da família" e a fez cair nas graças dos visitantes brasileiros, que há cinco anos figuram entre os mais frequentes.

Já Highlands e Aspen Mountain são as preferidas dos radicais. A primeira ainda é frequentada sobretudo por locais - possui até um teleférico que liga uma escola pública ao seu cume. A segunda, apesar de ser alvo dos experts que vão atrás dos trechos fora de pista, também atrai quem deseja apenas apreciar a bela vista do restaurante Sundeck. Um bondinho o torna acessível a qualquer um.

Velozes e carinhosos. O passeio pode soar bobo, mas o tour de trenó puxado por cachorros em Snowmass faz o visitante experimentar Aspen por outro ângulo, além de passar por paisagens incríveis e fazer a adrenalina subir. Dez huskies do Alasca arrastam a cadeirinha onde duas pessoas se acomodam. Seguem a trilha demarcada na neve e, no início, ainda em linha reta, a velocidade que alcançam mal é percebida. Já quando as ladeiras e curvas chegam...

O trajeto de quase duas horas tem uma parada em que os visitantes podem brincar e fazer carinho nos cães. O passeio finaliza ao sabor de um almoço típico de montanha com o visual de Aspen ocupando toda a janela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.