Mônica Nobrega/Estadão
Mônica Nobrega/Estadão

Trilha para ver pássaros e outros bichos

A partir do Itamambuca Eco Resort, roteiro por uma passarela suspensa percorre a mata, passa por dentro do manguezal e vai até a beira do rio

Mônica Nobrega, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2019 | 04h40

Wandel Buzoni é um sujeito bastante citado na enciclopédia virtual Wiki Aves. Em uma das mais importantes referências em língua portuguesa para apaixonados por pássaros, o gerente de Eventos e Lazer do Itamambuca Eco Resort é constantemente lembrado nas legendas de fotos de aves que ajudou a encontrar. Wandel é, ele mesmo, um observador há 12 anos. 

Enquanto caminhávamos pela passarela suspensa de 440 metros de extensão que percorre a mata, passa por dentro do manguezal e vai até a beira do rio, Wandel contou que chegou a 282 o número de espécies de aves fotografadas na reserva natural que fica dentro do próprio hotel. De maio a outubro, meses mais frescos, é época boa para observar. Os melhores horários são os de menos sol: até 9h30 e a partir das 15h.

O programa de observação de aves é o queridinho de Wandel e ele mesmo guia os visitantes quando sua agenda permite. Na minha vez, foi contando histórias encantadoras e emocionantes sobre encontros passados, como o apuim-de-costas-pretas que, considerado extinto há mais de duas décadas, foi fotografado ali na propriedade cerca de seis anos atrás. 

Wandel usa um aplicativo para imitar os cantos de pássaros que quer observar e, assim, "chamar" o bicho. Tentou chamar um piá-cobra, um pequenininho de barriga amarela; eu já fiquei feliz da vida quando um bem-te-vi comum voou na frente do meu binóculo. Não, infelizmente não fui ágil o suficiente para fotografar. 

A trilha começa junto de um quiosque zen perto da recepção, um desses espaços com almofadas e estátua do Buda. É toda acessível a cadeirantes. Caminhando por ela é possível ver também ouriços, bichos-preguiça, capivaras, borboletas, anfíbios e seis espécies de caranguejos, entre eles o guaiamum, de corpo azulado e dono de uma pinça enorme. 

Nos últimos metros da trilha ainda vimos um par de jacuaçús, aves grandalhonas e desajeitadas que caminhavam sobre o guarda-corpos da trilha. Wandel se emocionou e afirmou que nunca tinha visto aquele tipo de situação, um tipo de dança do acasalamento. O tour guiado de birdwatching pode levar uma hora ou duas e precisa ser agendada na recepção do hotel. 

Tudo o que sabemos sobre:
Ubatuba [SP]pássaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.