Mônica Nóbrega/AE
Mônica Nóbrega/AE

Um mergulho na natureza. Para iniciantes e experts

Vivenciamos momentos de adrenalina mínima, média e absoluta na Chapada dos Veadeiros

Mônica Nóbrega, O Estado de S.Paulo

11 Agosto 2009 | 02h32

Em pé sobre o caiaque, Brivaldo Silva Neto se exibe em acrobacias correnteza abaixo até quase desaparecer na curva. Depois, rema de volta rio acima, para, logo em seguida, reiniciar a brincadeira.

Ao desafiar as águas, o corpinho franzino do menino de 7 anos resume por acaso a vocação da Chapada dos Veadeiros para acolher todo tipo de turista. Trata-se de um destino de aventura, fato que o recém-lançado rafting no Rio Tocantinzinho reforça. Mas que pode ser desfrutado por qualquer viajante, com muita ou nenhuma experiência em atividades na natureza. Ou mesmo, como no caso do ribeirinho Brivaldo, sem idade para isso.

A lista de atrativos dessa região no norte de Goiás tem 162 itens distribuídos por uma paisagem de vales, rios e montanhas de topos tão planos que poderiam ter sido feitos com régua. E esse número não inclui a mais constante ocupação por lá: contemplar. De dia ou de noite, o olhar se perde no horizonte. Que algumas vezes é infinito e estrelado, outras, termina logo ali, num emaranhado de vegetação retorcida do cerrado.

 

Veja também:

linkAula de aventura em três suaves etapas

linkAvalie seu perfil antes de escolher

linkCom emoção, mas nem tanto

linkDoses extras de coragem em desafios radicais

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é a atração mais concorrida. O trecho aberto aos turistas responde por apenas 1% dos 600 mil quilômetros preservados, espaço suficiente para garantir passeios de tirar o fôlego, seja por causa do visual de trilhas e cachoeiras como os Saltos do Rio Preto, com até 120 metros de altura, seja pelo esforço necessário para chegar a alguns pontos.

As atrações se esparramam também para fora dos limites do parque, ao longo de rios como o São Miguel, o Raizama, o Macaquinhos e o Tocantinzinho. Moradores de Brasília, distante 230 quilômetros, consideram a chapada o seu quintal. E, nesta época do ano, a da seca, entre julho e outubro, também a sua praia. Sem o risco de trombas d?água e com o nível dos rios mais baixo, é possível tomar sol nas pedras e nas prainhas que se formam nas margens.

BASES

Escolha uma das pousadas-fazendas de Alto Paraíso como base, caso esteja interessado em chalés espaçosos, noites escuras para admirar as estrelas e comida caseira. Observar animais do cerrado, como araras-azuis, carcarás e cascavéis, é uma boa opção nessas propriedades. Assim como admirar a vegetação característica.

Já a vila de São Jorge, distante 36 quilômetros dali, foi feita para desencanados. Os 450 habitantes, as ruas de terra, os hippies da praça e as lojinhas de souvenir conferem ao local um clima esotérico. E fica bem na entrada do Parque Nacional.

Os passeios partem dessas duas bases. Pular cedo da cama é regra: as atrações estão dispersas e exigem viagens de até duas horas por estradas empoeiradas. Esses deslocamentos, nunca livres de obstáculos como porteiras fechadas, boiadas e trechos quase intransitáveis, já são parte da aventura de estar na Chapada.

De resto, é só escolher o passeio mais adequado à sua experiência, com ajuda das dicas que selecionamos para aventureiros iniciantes, intermediários e avançados. Das atrações-símbolo, como o Vale da Lua e o Raizama, às novidades como o rafting do qual participamos em julho.

Viagem a convite do 2.º Brasília Multisport (www.bms.vivabrasilia.com)

 

COMO IR

Confira os preços de passagens aéreas e pacotes para a Chapada dos Veadeiros

 

PASSAGEM AÉREA

O trecho de ida e volta entre São Paulo e Brasília custa a partir de R$ 562 na OceanAir (4004-4040); R$ 598 na Gol (0300-115-2121); R$ 602 na WebJet (0300-210-1234) e R$ 659 na TAM (4002-5700)

 

PACOTES*

linkR$ 1.152: 4 noites com café. Na Top Brasil Turismo (0--11-3926-8000; www.topbrasiltur.com.br)

R$ 1.352: 4 noites, café, 3 lanches de trilha e passeios. Com a Taks Tour (0--11-2821-8800; www.takstour.com.br)

linkR$ 1.501: 4 noites com café, 5 almoços e 3 lanches de trilha, além dos passeios. Na Terra Mater Expedições (0--11-3464-5100; www.terramater.com.br)

linkR$ 1.529: 4 noites com café, 5 refeições, 3 lanches de trilha e passeios. Na Riviera Operadora (0--11-5533-6889; www.rivieraoperadora.com.br)

linkR$ 1.556: 4 noites com meia pensão, lanches de trilha e passeios. Na Flot Operadora (0--11-4504-4523; www.flot.com.br)

linkR$ 1.579: 4 noites, café, 5 refeições, 3 lanches de trilha e passeios. Com a Filhos da Terra (0--11-3171-2000; www.filhosdaterra.com)

linkR$ 1.602: 4 noites com café, 2 almoços, 2 lanches de trilha e passeios. Na Sem Fronteiras (0--11-2091-3595; www.semfronteiras.tur.br)

linkR$ 1.612: 4 noites, café, 2 almoços, 2 lanches de trilha e passeios. Na Freeway (0--11-5088-0999; www.freeway.tur.br)

linkR$ 1.790: 4 noites com meia pensão, lanches de trilha e passeios. Na Landscape Best Trips (0--11-3039-8210; www.landscape.com.br)

linkR$ 1.824: 4 noites com meia pensão e lanches de trilha. Inclui passeios. Na Pisa Trekking (0--11-5052-4085; www.pisa.tur.br)

linkR$1.829: 4 noites com café, almoços e lanches de trilha, além dos passeios. Na Monark Turismo (0--11-3235-4322; www.monark.tur.br)

linkR$ 1.968: 4 noites com café e passeios. Na CVC (0--11-2191-8410; www.cvc.com.br)

linkR$ 2.081: 2 noites em Alto do Paraíso (com café) e 2 em barraca durante o trekking (com pensão completa). Na Friends in the World (0--11-3894-9403; www.friendsintheworld.com.br)

linkR$ 2.248: 7 noites entre São Jorge e Alto Paraíso. Inclui passeios. Com a Panamericano Viagens (www.panamericanoviagens.com.br)

linkR$ 2.259: 7 noites entre São Jorge e Alto Paraíso, com café e passeios. Na Beeline (0--11-3373-9200; www.beeline.com.br)

linkR$ 3.093: 3 noites em Alto Paraíso (com café) e 4 em Cavalcanti (com meia pensão). Inclui passeios. Na Tereza Ferrari Viagens (0--11-3021-1699; www.terezaferrariviagens.com.br)

 

*Preços por pessoa em quarto duplo, com aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.