Um pacote só para você. Por e-mail

Turistas cadastram pedido em site e recebem ofertas de operadoras: economia de tempo e de dinheiro

O Estado de S.Paulo

10 Junho 2008 | 03h09

É como em um restaurante, mas o cardápio está cheio de destinos turísticos. A proposta do www.pax1.com.br, que entrou no ar há cerca de um mês, é facilitar a vida do viajante - faça o pedido e aguarde, em sua mesa, ofertas de milhares de agentes. O site existe desde 2006 nos Estados Unidos, no endereço www.compete4yourseat.com, com mais de 300 mil empresas cadastradas. A origem do nome brasileiro, Pax1, faz referência ao termo usado pelo mercado turístico para designar a palavra passageiro. Embora recente no País, o site já contabiliza quase 10 mil empresas registradas, entre agências de viagem, companhias aéreas, hotéis, operadoras, seguradoras e locadoras de veículos. Cada uma paga R$ 8 de mensalidade para ter acesso aos pedidos dos clientes, que se cadastram de graça. Depois de inscrito, o internauta precisa apenas indicar como prefere a viagem: escolhe as datas de saída e retorno, os horários e diz se precisa de hotel ou carro. O site promete enviar, em pouco tempo, as ofertas em seu e-mail. Pronto: basta selecionar a melhor proposta. Sem precisar ir aos sites de cada empresa aérea ou operadora, o viajante economiza tempo. OUTRAS DICAS Também lançado recentemente, o Rapi10 (www.rapi10.com.br) permite a busca por passagens aéreas, pacotes, hotéis e cruzeiros - e entra no mercado para disputar, por exemplo, com o Submarino Viagens (www.submarinoviagens.com.br). No Brasil, serviços semelhantes ainda podem ser encontrados em sites como o Decolar.com (www.decolar.com) e o da operadora Stella Barros (www.stellabarros.com.br). O sistema de buscas também é comum em outros sites internacionais. O Expedia (www.expedia.com), o Farecompare (www.farecompare) e o Kayak (www.kayak.com), por exemplo, podem ajudar os brasileiros a escolherem tarifas aéreas mais baratas - mas os preços são mostrados em dólar. Para aproveitar as artimanhas de turista-internauta, ainda pode ser interessante, numa viagem em família, comprar um bilhete aéreo de cada vez. A explicação é que, geralmente, os vôos têm diferentes níveis de tarifa. Quem vai adquirir mais de um bilhete corre o risco de não encontrar o número suficiente de assentos promocionais disponíveis - nesse caso, o sistema vai oferecer o valor mais alto automaticamente.

Mais conteúdo sobre:
pacote e-mail sites internet

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.