Um símbolo de Bruxelas

Bom humor. Um dos grandes símbolos da capital belga é um garoto brincalhão, ousado e carismático. Por essas características é natural caminhar até a esquina da Rue du Chêne com a Rue de L"Étude, onde ele fica, esperando algo grandioso. Mas não se engane. O Manneken-Pis - famosa estátua do menino que faz xixi - tem menos de 1 metro de altura.

BRUNA TIUSSU, O Estado de S.Paulo

22 Dezembro 2009 | 01h12

História. A pequena estátua exposta hoje em Bruxelas é uma réplica de bronze - a primeira foi roubada. Sua origem é desconhecida, mas não faltam lendas a respeito. Alguns dizem que a peça foi feita em homenagem a um garoto que pôs fim a um incêndio com seu xixi. Outros creem que ela imita um menino que ficou perdido por meses e foi encontrado urinando em uma árvore.

Mas a que mais combina com a personalidade belga é a explicação que o guia turístico dá com um sorriso no rosto: "Somos um povo famoso pelo senso de humor. Gostamos de fazer piada e o menino representa isso. Ele está aí para fazer uma brincadeira, principalmente com a nossa vizinha, a França."

Estilo. Na maior parte do tempo, o menino fica como veio ao mundo. Mas ele tem trajes requintados, que "usa" em momentos especiais. O costume de vestir a estátua foi criado em 1968 e perdura até hoje. Segundo os belgas, o guarda-roupa do pequeno é um dos mais extensos do país, com mais de 800 modelitos, entre quimonos, uniformes militares e até roupa de Papai Noel. Para não perder a oportunidade, consulte o calendário ao lado da estátua. Ele indica os dias em que o garoto estará em sua versão "customizada".

No caminho. Depois de algumas fotos do Manneken-Pis, aproveite o que está ao redor dele. Na Rue du Chêne fica o Poechenellekelder, um dos pubs mais tradicionais da cidade, com cem opções de cervejas nacionais. E deixe-se levar pela tentação: a apenas alguns passos dali estão as famosas lojas de chocolates belgas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.