Anelise Zanoni/Travelterapia
Anelise Zanoni/Travelterapia
PUBLICIDADE

Uruguai aposta em isenção de taxas e novos roteiros para atrair turistas

Benefícios como isenção de IVA até redução no preço da gasolina, país recebe visitantes de braços abertos, mas sem abrir mão da precaução sanitária

Anelise Zanoni, Especial para o Estadão

25 de novembro de 2021 | 05h00

Desde o início do mês, o sol está brilhando mais forte no Uruguai. Um dos destinos mais charmosos da América do Sul, o pequeno país que faz fronteira com o Brasil abriu as portas aos estrangeiros, coleciona novidades e promete trazer de volta uma grande temporada de verão. A reabertura de hotéis e cassinos, além de novos restaurantes e atrações (principalmente para o mercado de luxo) estão no foco da retomada após quase dois anos de isolamento.

Nessa reestreia do país nos planos de viagem dos brasileiros – principalmente para quem vai ver de perto a final da Copa Libertadores da América entre Flamengo e Palmeiras, neste sábado (27) – é importante se programar. Afinal, para driblar a quarentena obrigatória, o destino exige exame PCR-RT negativado e realizado até 72 horas antes da viagem, vacinação completa e carta juramentada, entregue até 48 horas antes da chegada.

Organizar a viagem e adequar-se às exigências vale a pena, pois o Uruguai iniciou uma grande campanha para atrair turistas. Os benefícios para estrangeiros retomaram e há isenção de impostos: não se paga IVA em hotéis. Além disso, há devolução do mesmo imposto em restaurantes e locadoras de veículos e tax free em lojas que adotam o sistema. Para quem viaja de carro, há redução do 24% do valor da gasolina nas cidades fronteiriças do Uruguai – um belo convite para visitar o destino.

Com as fronteiras abertas e benefícios, o ânimo retomou e investimentos de cerca de US$ 1 milhão devem ampliar a conectividade do país nos principais destinos turísticos, como Montevidéu, Punta Del Este e Colônia de Sacramento.

Retomada com novas atrações

Em Punta del Este, principal destino dos brasileiros no Uruguai, os voos charter voltaram e o turismo de luxo é o primeiro a ganhar vigor. Por conta disso, as prioridades são as tradicionais festas de réveillon – que lotam hotéis e praias nessa época de ano – e os dias de veraneio, nos quais os clubes de praia promovem o agito pelo qual a cidade é conhecida.

O Hotel Enjoy Punta del Este Casino (antigo Conrad), por exemplo, retomou operações e colocou no calendário fartas atividades de entretenimento, que incluem torneios internacionais de jogos e festas na beira da praia. Famosos paradores, como o I’marangatú e Nómade, também estão preparados para iniciar as comemorações. Além disso, estão na lista de novidades a reabertura do parque temático Pueblo Gaucho e o World Trade Center de Punta, prédio emblemático no coração da Avenida Gorlero, principal rua comercial da cidade.

Uma das preocupações do turismo, entretanto, é manter as tarifas na rede hoteleira sem grande variação de preços – ao contrário do que tem ocorrido no Brasil. De acordo com Javier Báez, do Departamento de Turismo da Intendência de Maldonado, por causa da desvalorização do real e do peso argentino, não há interesse em aumentar preços em relação a temporadas passadas. “As tarifas mais altas devem ser entre 26 de dezembro a 6 de janeiro, período mais procurado em razão das festas de ano-novo”, explica.

As fronteiras uruguaias abriram, em 1.º de novembro, a charmosa Colônia de Sacramento enviou representantes do destino pela primeira vez, depois de dois anos, a Porto Alegre (RS). Repleta de casarios antigos e coloridos e ruas de pedra, a cidade uruguaia apresentou roteiros e novas atrações para conquistar os brasileiros.

Segundo o diretor de Turismo do Departamento de Colônia, Martín de Freitas, uma das novidades é o lançamento do Bus del Vino, que percorre um circuito por diferentes vinícolas da região, e a entrega da Plaza de Toros Real de San Carlos restaurada, um marco para a cidade. “Queremos desenhar mais rotas que envolvam olivais, vinhos e queijos, incluindo locais do Brasil”, afirma.

Na corrida por encantar turistas do país vizinho, outros destinos se juntaram a Colônia de Sacramento e foram até a Serra Gaúcha para divulgar atrações durante o Festival Internacional de Turismo de Gramado (Festuris) e prospectar entusiastas. O Ministério do Turismo do Uruguai fez o lançamento oficial do Destino Binacional Rivera e Santana do Livramento (no Brasil), um roteiro que compartilha atrações com os dois países e tem foco em atividades de turismo de aventura, rural, termal, compras e enoturismo.

Um dos motivos para tentar reconquistar rapidamente os turistas é a necessidade de retomada do setor. No período em que ficaram fechados aos estrangeiros, os principais destinos do Uruguai seguiram os reflexos mundiais e enfrentaram grande impacto econômico. Porém, foi o momento de os próprios uruguaios conhecerem o país, o que aumentou em cerca de 70% o fluxo de turismo interno, de acordo com Javier Báez.

Fato curioso foi a quantidade de argentinos que literalmente migraram para o país vizinho com estada sem data para retornar. “Muitos argentinos vieram em voos privativos para Punta del Este e aproveitaram, principalmente, suas casas no litoral. Percebemos uma movimentação na cidade, mas muitos hotéis e restaurantes tiveram de fechar, porque esse fluxo não foi suficiente”, explica. Montevidéu e Punta del Este, as queridinhas dos brasileiros

O que fazer nas principais cidades turísticas do Uruguai

Montevidéu

A capital é a principal porta de entrada dos brasileiros que viajam de avião. Com a reabertura do Uruguai, a tendência é que sejam ampliados os voos para o destino. Atualmente, é possível voar diretamente para o país partindo de São Paulo e Porto Alegre. Conhecida por ser uma cidade tranquila, a capital uruguaia reúne história e tradição em muitos passeios.

A visita pode começar por uma caminhada sem pressa pela região histórica, onde estão as principais atrações. Charmosas construções, como o Theatro Solis, estão por lá. Também marca presença a Plaza Independencia, que homenageia o maior herói uruguaio com a estátua de Artigas. É nessa praça que encontramos diversos prédios históricos, como o Prédio Presidencial. Aproveite o passeio para almoçar no Mercado del Puerto e experimentar uma das tradicionais parrillas uruguaias, feita com diferentes cortes bovinos. E, se sobrar um tempinho, caminhe sem pressa pela Feira Tristán Narvaja, onde você encontra um rico e curioso mercado de pulgas.

No fim do dia, aproveite para subir no prédio da Intendencia de Montevideo, que tem uma das melhores vistas. No 22º andar do prédio está um mirante panorâmico (é preciso fazer reserva) que foi reaberto ao público em 2017.

Punta del Este

A cidade mais badalada e concorrida do Uruguai tem voos diretos durante a temporada de verão, a partir de São Paulo e Porto Alegre. A época do ano é a que mais atrai turistas e, para o final de 2021, promete uma retomada forte em hotéis, paradores de praia, restaurantes e cassinos. Entre os lugares que simbolizam o estilo de vida de Punta estão os restaurantes Lo de Tere, La Borgongne e o Chá das 5 do Hotel L'Auberge.

Para curtir praia e a combinação de música e gastronomia, o Ovo Beach Club tem tendas com sofás e espreguiçadeiras. Também são famosos os paradores I'marangatú e Nómade, em Manantiales. O Cassino do Enjoy Punta del Este também está na lista de atrações. Fica no hotel Enjoy Punta del Este e é inspirado nos cassinos de Las Vegas.

Também inclua uma caminhada pelo Paseo de las Americas, na Playa Brava, onde fica a escultura Los Dedos, e uma visita a Punta Ballena. É no balneário ao lado de Punta Del Este que fica uma das construções mais emblemáticas do Uruguai, a Casapueblo. O lugar funciona como hotel e museu. Para beber vinhos, há passeios enogastronômicos próximos: a vinícola Bodega Garzón, a Viña Edén e Bodega Oceânia José Ignácio.

Punta Del Diablo

O tranquilo povoado de pescadores é um dos destinos mais descolados do Uruguai e exige que você se desconecte do tempo. Portanto, é uma viagem para se fazer sem pressa! O balneário fica a 300 quilômetros da capital Montevidéu e é ponto de encontro de mochileiros, naturebas, universitários e turistas que desejam passar o dia de chinelo de dedo e roupas simples.

Entre as atrações estão Passeios pelas Playa de La Viuda e a Playa de los Pescadores e descobrir casinhas coloridas onde estão pousadas e restaurantes. A Laguna Negra é a maior lagoa costeira do Uruguai e vale a pena ser visitada também. Lá podemos passar horas olhando para o horizonte, contemplando a paisagem e o espelho formado pelas águas escuras da lagoa, onde o céu é refletido.

Colônia de Sacramento

Quarto destino turístico mais visitado do país, Colônia de Sacramento é Patrimônio Mundial pela Unesco em 1995. A cidade conta com diversos atrativos turísticos como o Casco Histórico e o Complexo Mihanovich. Uma das novidades da temporada é a entrega da restauração da Plaza de Toros, marcada para dezembro deste ano. O local abrigará um Centro de Espetáculos e Convenções, com serviços gastronômicos e museu.

Outro importante destaque na região são as bodegas de vinho - são no total 13. Por conta disso, a cidade criou o Bus Del Vino, um serviço exclusivo para quem deseja circular pelas diversas vinícolas.

Documentos necessários para entrar no país

Confira o que é preciso para entrar no Uruguai. Mais informações em gub.uy/turismo

Exame: Certidão de teste PCR-RT que comprove coronavírus negativo, realizado até 72 horas antes do início da viagem. Menores de 6 anos não precisam do exame.

Garantia: Declaração juramentada declarando a ausência de sintomas e o contato com casos confirmados ou suspeitos de covid-19 nos 14 dias anteriores à entrada. Deve ser entregue de forma online 48 horas antes do embarque ao país. É importante que o viajante leve o mesmo documento que declarou na carta (passaporte ou carteira de identidade). Siga o passo a passo disponível em gub.uy/antes-venir, l

Imunização: Carteira de vacinação que comprove a imunização completa. Quem se vacinou nos nove meses anteriores à chegada ao país está dispensado da quarentena.

Quarentena: Pessoas não vacinadas ou que não tiveram a doença só podem entrar no país se comprovarem que correspondem a um dos grupos de exceção do decreto. Eles terão de fazer isolamento social preventivo nos primeiros sete dias no país. No sétimo, devem fazer novo teste PCR-RT ou estender o isolamento social por mais sete dias, atingindo um total de 14 dias. Além disso, devem deixar um contato para serem rastreados por questões sanitárias. Menores de 18 anos estão isentos do isolamento social preventivo e da realização do segundo teste de PCR-RT obrigatório no sétimo dia.

Seguro-viagem: Assistência com cobertura específica para a covid-19 é obrigatório.

Encontrou algum erro? Entre em contato

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.