Vá à Noruega para provar a delícia na fonte

Maior produtora e exportadora de bacalhau do mundo, a Noruega oferece um conjunto de atrações para os apreciadores do peixe. Lista que conta com o reforço de restaurantes estrelados pelo Guia Michelin, que acaba de divulgar sua classificação mais recente no país.

O Estado de S.Paulo

03 Abril 2012 | 03h08

Em Oslo, o Bagatelle (bagatelle.no), com uma estrela, serve o gadus morhua em receitas de inspiração francesa, como a opção com alcachofra e trufa negra. Fundado em 1932, o restaurante foi reaberto em janeiro de 2011 após a crise que manteve as portas fechadas por um ano. O menu com quatro pratos custa 795 coroas norueguesas (R$ 254).

Também dono de uma estrela, o Oscarsgate (restaurantoscarsgate.no) tem atmosfera de exclusividade. São apenas oito mesas e receitas com bacalhau incluídas diariamente no menu degustação. Por nada menos que 1.250 coroas norueguesas (R$ 399) você experimenta nove pratos.

Origem. A 45 minutos de voo de Oslo, em direção ao norte, os restaurantes de Alesund fazem dos frutos do mar fresquíssimos a sua razão de existir. Quase a totalidade da produção de bacalhau norueguês vem dessa cidade portuária, o que explica a variedade que se encontra por lá.

Entre os prédios baixos e coloridos de arquitetura art nouveau que deram a Alesund o título de Patrimônio da Unesco, procure o concorrido Sjobua (sjoebua.no), em um antigo armazém de pescados, e o Scandic (scandichotels.com), no hotel homônimo. Em ambos, espere gastar no mínimo 200 coroas norueguesas (R$ 63) por prato.

Para os muito interessados em bacalhau, o Museu da Pesca (aalesunds.museum.no; 50 coroas norueguesas ou R$ 16) dá detalhes em exposições como a que mostra a extração do óleo do fígado do peixe. No Aquário de Alesund (atlanterhavsparken.no; 140 coroas norueguesas ou R$ 45) você vê os espécimes vivos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.