Vail

Brasileiros convidados por agências de viagem poderão testar o novo serviço de concierge, em português, para resolver transfers, reservas em restaurantes, agendar aulas e passeios. Por enquanto, o mimo será para poucos - mas a temporada de inverno em Vail também terá agrados para os não tão vips assim.

O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2014 | 02h06

Com investimento de US$ 85 milhões, o resort melhorou a velocidade de teleféricos e deu um banho de loja no hotel Lodge at Vail. Além disso, vai realizar a segunda edição da festa Décimo, que estreou no inverno passado no restaurante The 10th, a 3.124 metros de altitude. A vista das Montanhas Rochosas vai embalar seis noites por ali, ao som de DJs - o único jeito de chegar até a balada é embarcar na gôndola One (US$ 28 o passe diário), que tem assentos aquecidos.

O aeroporto Eagle é o mais próximo dali, a meia hora de distância, e recebe voos de Miami, Dallas e Nova York, entre outras. O gigantismo de Vail - só pistas, são 193 - se reflete na variedade de opções de lazer, das compras e gastronomia na cidadezinha que fica na base da montanha a passeios pela natureza. Durante o inverno, o centro da cidade ganha uma pista de patinação no gelo.

A temporada no Mountain Resort (vail.com) vai de 21 de novembro a 19 de abril. A montanha tem altitude máxima de 3.527 metros e 193 pistas - os experts têm direito a 53% delas, enquanto intermediários ficam com 29% e iniciantes, 18%. Há 31 lifts

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.