Vale a viagem

Quanto um turista seria capaz de rodar para comer, em Arcachon, as ostras de Arcachon? Ou para degustar as trufas negras de Périgord recém-saídas dos bosques. Distâncias calculadas e... Você está na Aquitânia e, logo, muito perto dessas maravilhas para abrir mão delas.

O Estado de S.Paulo

30 Março 2010 | 01h52

1 Baía de Arcachon

Das cidadezinhas da Baía de Arcachon, mantida pelas águas do Atlântico, saem ostras polpudas e saborosíssimas, cultivadas na região desde o período da dominação romana, há mais de 2 mil anos. A iguaria está disponível o ano todo, normalmente acompanhada de outras delícias, como crépinettes (pequenas salsichas locais), foie gras ou terrines. De Biarritz até lá você precisa percorrer cerca de 130 km.

2 Bordeaux

Sem entrar na seara dos vinhos, que merecem (e vão ganhar) uma edição inteira do Viagem, vale rodar 180 km até Bordeaux somente para pôr na boca um cannelé. O doce símbolo da cidade é um escândalo e praticamente impossível de repetir em casa - a massa precisa ser cozida numa forma especial, canelada.

3 Périgord

Os gourmets até costumam concordar: as melhores trufas brancas saem de Alba, na Itália, e as negras, do Périgord, no topo da Aquitânia. Trata-se da mais longa viagem - mesmo assim, são só 230 km. Se puder, vá em meados de janeiro, auge da temporada. Lá está também o aclamado foie gras de Sarlat.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.