Van Gogh ao extremo

A passagem de Vincent Van Gogh pela cidadezinha provençal de Arles - de fevereiro de 1888 a maio de 1889 - foi breve e intensa. Lá ele aprimorou sua técnica de pinceladas grossas e cores vibrantes, pintou 200 quadros e cortou a orelha.

O Estado de S.Paulo

14 Agosto 2012 | 03h10

Não há obras originais de Van Gogh expostas na cidade. Mas o roteiro de dez pontos, com painéis que mostram os quadros pintados ali, é imperdível. Caso do café (foto) que foi posteriormente batizado com o nome do pintor. No site do escritório de turismo local (arlestourisme.com) há mapa.

O atual Espaço Van Gogh (www.fondationvangogh-arles.org) funciona no antigo hospital onde o pintor ficou internado após decepar a própria orelha. Hoje, funciona como centro cultural.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.