Veja o mundo com o vento no rosto

Pedalar pelo Rio, sentir o vento no rosto e curtir o visual de Ipanema e da Lagoa Rodrigo de Freitas está de novo ao alcance de qualquer pessoa. Inclusive dos turistas que, via de regra, não têm uma bicicleta à mão. Com o lançamento do programa Bike Rio, a prefeitura tenta mais uma vez tornar viável um sistema de aluguel de bicicletas a custo baixo. O projeto anterior, o Pedala Rio, de 2009, foi interrompido devido ao alto índice de furtos.

FELIPE MORTARA , O Estado de S.Paulo

08 Novembro 2011 | 03h07

Desde a semana passada, as primeiras unidades estão disponíveis em 11 estações em Copacabana. Inspirado no Vélib, o bem-sucedido sistema instalado em Paris, o programa carioca pretende colocar 600 unidades em 60 estações espalhadas pela cidade até dezembro.

No total, 14 bairros serão beneficiados pela novidade. Para usar as bicicletas é preciso se cadastrar no site do projeto (mobilicidade.com.br/bikerio.asp) e escolher entre pagar uma mensalidade de R$ 10 ou diárias individuais de R$ 5.

A bicicleta pode ser usada por 60 minutos ininterruptos, quantas vezes por dia você quiser. Basta reconectar a magrela a uma estação após uma hora completa de uso - 15 minutos depois, é possível retirar outra. Para sair por aí basta ligar do celular para o telefone (21) 4063-3111 e digitar o número da estação e o da bike que deseja, que será destravada. Funciona todos os dias, das 6 às 22 horas.

Outras cidades pelo mundo apostam na bicicleta como meio de transporte e apoio aos turistas que querem conhecê-las de uma forma diferente e muito divertida. Veja opções para testar na sua próxima viagem.

Londres

tfl.gov.uk

A capital britânica inaugurou no ano passado o Barclays Cycle Hire, com mais de 6 mil bikes, alugadas diariamente por quase 25 mil usuários. Basta chegar em uma das 400 estações com cartão de crédito ou débito em mãos. O aluguel varia de 1 libra (R$ 2,70), por uma hora de uso, até 50 libras (R$ 137) por 24 horas seguidas.

Paris

velib.paris.fr

O Vélib existe há quatro anos e, hoje, tem mais de 20 mil magrelas em 1.200 bases na capital e região metropolitana. A primeira meia hora é gratuita. Os 30 minutos seguintes saem por 1 e, a partir da segunda hora, 4.

Copenhague

bycyklen.dk

A capital dinamarquesa deu início, em 1995, ao sistema de aluguel que inspirou Paris e Londres. Mas com um belo diferencial: por lá, pedalar tem custo zero. Basta inserir uma moeda de 20 coroas dinamarquesas (R$ 6,40) no cadeado da bicicleta para liberá-la. Na devolução, você recebe a moeda de volta. Como 95% dos moradores têm sua própria bike, o serviço é quase exclusivamente usado por turistas.

Berlim, Munique...

callabike-interaktiv.de

Um sofisticado sistema eletrônico oferece aluguel de bicicletas nas grandes cidades da Alemanha como Berlim, Munique, Frankfurt e Stuttgart. Basta ter celular e cartão de crédito - ao ligar para o número impresso na bicicleta você recebe uma senha a ser digitada em um painel no guidão da bike, que é, então, desbloqueada. Você pode pedalar por até 24 horas ao custo de 15.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.