Carmel Hotéis
Carmel Hotéis

Viagens para praia no Brasil são a preferência do brasileiro em 2021

Após quase um ano de quarentena, destinos no litoral trazem sensação de liberdade. Nordeste é o predileto para roteiros aéreos, e o litoral norte de São Paulo, para escapadas de carro e trabalho remoto

Nathalia Molina, Especial para o Estado

26 de fevereiro de 2021 | 05h00

Quase um ano de quarentena oficial fez muita gente sonhar em sentir a areia sob os pés, sentir a brisa e tomar banho de mar. O litoral é a preferência nacional em viagens pelo Brasil, tendência acentuada pela sensação de liberdade causada por tanto tempo passado dentro de casa. Os destinos prediletos? Nordeste, para viagens aéreas, e litoral de São Paulo, para escacpadas de carro.

“Para praia” foi a resposta de 60% dos brasileiros ouvidos em levantamento da Booking.com quando perguntados sobre os tipos de viagem que provavelmente farão em 2021. “Isso é algo que sempre existiu, mas com a pandemia se intensificou. Com 8 mil quilômetros de costa, fomos criados na praia, viajando sempre que possível”, afirma Luiz Cegato, gerente de Comunicação da Booking.com para a América Latina. Obtidos com exclusividade pelo Estado, os dados são resultado de uma pesquisa realizada online em novembro de 2020, com 47.728 viajantes em 28 países, sendo 1.996 do Brasil.

“O turismo regional se dá a princípio por essas escapadas de fim de semana, próximas de casa e para destinos onde a pessoa se sinta familiarizada, que relembrem a infância e a família”, diz Cegato. Na mesma questão, 34% incluíram viagens de carro entre os planos para 2021 – o entrevistado podia escolher mais de uma resposta.

Litoral é sempre a escolha de destino do casal Luis Marsola e Renata Lajos. Em dezembro de 2020, eles estiveram em Natal e depois voaram rumo ao Sul, para visitar Balneário Camboriú, em Santa Catarina. “Geralmente a gente procura a praia, para visitar novos lugares e poder descansar. O Nordeste tem praias muito lindas. Conheço Fortaleza, Recife e Bahia”, conta Marsola. Para as férias de 2021, ele diz que o destino “provavelmente será o litoral”. “Por ser nesta ocasião de pandemia, é um local aberto.”

Roteiros e hotéis no Nordeste

Na Azul Viagens, o total de reservas para destinos de praia no Brasil foi 51% maior no último trimestre de 2020, em relação ao mesmo período de 2019. “Para 2021, a tendência é de alta e já estamos 15% acima em relação ao mesmo período de 2020 e 6% acima de 2019”, afirma Daniel Bicudo, diretor da empresa. “O Nordeste representa 80% do share da Azul Viagens. Entre os principais destinos, além da Região, destacam-se Balneário Camboriú, Rio de Janeiro e Gramado.”

O viajante paulista é o principal público em três hotéis da Rede Carmel, no litoral do Ceará: Taíba Exclusive Resort, Charme Resort e Cumbuco - as tarifas começam em R$ 850 para o casal, comk café. “Após o confinamento por causa da pandemia, notamos que o turista quer cada vez mais se conectar com a natureza, e a escolha mais recorrente com certeza é a praia”, diz Tarso Carneiro de Melo, CEO do grupo cearense, proprietário ainda de dois hotéis em Fortaleza. “Nosso foco foi sempre serviço e experiência. Temos, por exemplo, o pescado rústico, em que um pescador conta sua história e serve o peixe assado na brasa. É um momento de conhecer a região e fomentar a cultura local.”

A necessidade de contato com a natureza e lugares ao ar livre se intensificou entre os hóspedes do Tivoli Ecoresort Praia do Forte, no norte da Bahia. “Aumentou a procura por atividades náuticas e experiências em família, como o piquenique no gramado ao pôr do sol”, afirma João Eça Pinheiro, diretor-geral do resort, com diárias a partir de R$ 1.492 para acomodação dupla, incluindo meia pensão e wifi. O resort também passou a oferecer tratamentos de maior duração no Anantara Spa.

“Os destinos do Nordeste, em especial a Bahia, estão sempre entre os mais procurados no Zarpo. Das reservas realizadas em janeiro e fevereiro, para viagens em 2021, 50% são com destino ao Nordeste”, Daniel Topper, CEO do Zarpo, agência de viagens online, que trabalha com 350 hotéis e resorts e marcas como Atlântica e Wyndham.

Mais viagens de carro no Brasil

De modo geral, a demanda por passagem apresentou queda em 2020. Em abril e maio de 2020, a Latam chegou a operar apenas 5% dos seus voos. Após uma retomada gradual, a companhia agora opera 57% dos seus voos domésticos e 15% dos internacionais. Apesar do momento difícil para a indústria, segundo a Latam, os destinos de praias no Brasil são os mais procurados. O Nordeste representa 37% da demanda doméstica da Latam no Brasil, e Rio de Janeiro tem representatividade equivalente.

Destinos de praia sempre representaram uma significativa porcentagem dos pacotes vendidos pela CVC no Brasil. Em 2019, foram 85% das vendas nacionais. Isso não sofreu uma grande alteração: em janeiro e fevereiro, o total de pacotes comprados para o litoral subiu para 89%. Mas, na busca por acomodação apenas, sim. “Quando se fala somente de hospedagem, a preferência pelo litoral fica ainda mais evidente. Em 2020, houve um crescimento de 46% na procura por hospedagem em destinos de praia, comparado a 2019. Em relação às vendas, em 2019 a hospedagem em destinos de praia representava 78% do total. Em 2020, esse número subiu para 84%”, afirma Daniela Bertoldo, diretora executiva dos Negócios B2C da CVC Corp. “Isso demonstra outra tendência, em alta desde o início da pandemia: que os brasileiros estão realizando mais viagens regionais, com carro próprio ou alugado, um serviço que também cresceu muito.”

Camila Guedes Dutra Silva já levou a filha, Lupita, várias vezes ao litoral paulista. “Ela ama desde os 6 meses Quero que ela tenha gosto pela praia. Ter contato com o mar e a natureza sempre é maravilhoso.” Na viagem mais recente, levou a pequena de 2 anos um pouco mais longe e aprovou a escolha. “Adoro viajar para o Nordeste, mas agora me apaixonei por Balneário Camboriú.”

Trabalho remoto do litoral norte de São Paulo

Quando pode, o economista Roberto Musto escapa com a noiva, Ana Paola Sauter Braga, para dias no TW Guaimbê, em Ilhabela. “Voltei agora de lá. Incorporei a videoconferência. Posso ter uma reunião e não preciso ir até Brasília. Com certeza, isso vai ficar na minha rotina pós-pandemia porque aumenta a qualidade de vida”, diz. “A praia é um dos maiores energizantes naturais, pelo banho de mar e de sol e pela sensação de liberdade que nos dá.” Ele conta que já viu muita gente fazendo isso no litoral. “O cara fica em um canto do restaurante fazendo o trabalho dele, enquanto a mulher toma sol e o filho brinca.” Mas Musto reforça que nada substitui o contato pessoal em uma definição de negócios.

O hotel no Litoral Norte dispõe de apenas 16 suítes em quase 4 mil m² em meio à mata e ao mar, com acesso tanto por carro, barco e helicóptero (o TW agenda o traslado de heliponto próximo). “A procura segue em alta não só para 2021, como já é significativa para 2022. O hotel em Ilhabela tem sido uma escolha para quem preza por segurança e privacidade, em espaços cercados pela natureza, e procuram por suítes com uma metragem generosa para se sentirem em casa por aqui também”, diz Ana Luiza Jardim Barbieri, gerente-geral do hotel, cujas tarifas com café saem a partir de R$ 1.199 – valor de domingo a quinta-feira em março e abril, com mínimo de duas diárias.

O levantamento com viajantes da Booking.com, realizado em novembro de 2020, mostra que os brasileiros planejam ir ao litoral em 2021 tanto para curtir uma folga quanto para o home office intercalado com pausas na areia. Dos entrevistados no Brasil, 63% disseram que destinos de praia seriam provavelmente seus escolhidos para trabalho remoto.

Nos hotéis da Rede Beach, no litoral norte paulista, o tempo de permanência tem sido em média de três diárias, mas as opções de hospedagem prolongada também foram bem aceitas. “Muitas famílias vieram fazer home office e a escola remota dos filhos conosco, aproveitando as áreas livres e tornando os dias da família mais gostosos à beira-mar, mas com toda a segurança”, conta Patrícia Luz, gerente-geral da rede. Em Maresias, o pacote com duas diárias no fim de semana (de sexta a domingo) custa desde R$ 1.402,50 para o casal – uma criança de até 5 anos no mesmo quarto não paga. A tarifa inclui café da manhã e serviço de praia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.