Vida de executivo com sauna e spa

Para aliviar o stress de quem vive na ponte aérea, hotéis capricham nos serviços de day use

Natália Zonta, O Estado de S.Paulo

02 Dezembro 2008 | 02h50

Aeroporto, trânsito, reunião após reunião... a rotina de executivos que vivem na ponte aérea não é nada fácil, mas pode se tornar mais confortável. Hotéis em São Paulo e no Rio têm incrementado os serviços dedicados a melhorar a qualidade de vida desse público nos intervalos entre um compromisso e outro. O conceito de day use não é novo, mas está a cada dia mais abrangente e caprichado. O cliente não passa a noite no hotel - até porque executivos costumam ir e voltar no mesmo dia -, mas aproveita todos os serviços. Vale desde pontos de internet instalados em lounges confortáveis até refeição balanceada e ducha antes de voltar para casa. O pacote day use do Sheraton WTC, em São Paulo, estrategicamente localizado na região empresarial da Avenida Luis Carlos Berrini, inclui serviço de spa no quarto e infra-estrutura de escritório. "Sempre preciso dessas facilidades e, quando descobri que posso usar um armário para deixar minhas coisas pessoais enquanto estou em reuniões, achei ótimo", conta o empresário e hóspede freqüente Paulo Manoel Protasio, de 69 anos. Esses executive lockers, como são chamados os armários, são exclusivos para habitués. Tanto que não há cobrança pelo uso. Trata-se de uma cortesia. A tarifa day use do Sheraton WTC tem valor equivalente a 50% de uma diária cheia (a partir de R$ 93) e não inclui o spa no quarto, que sai por a partir de R$ 190. Opção mais em conta para aqueles que não têm tempo sequer para uma massagem e só precisam se manter conectados, o Transient Lounge tem internet e custa R$ 50 por dia. Perto do Aeroporto de Guarulhos, o hotel São Paulo Airport Marriott criou uma opção de day use para atender hóspedes preocupados com a saúde. O pacote inclui um dia de academia à disposição, sauna e café da manhã (ou uma refeição de baixa caloria entre as disponíveis no cardápio do hotel). O combinado custa R$ 80 e dá direito também a uma bebida não alcoólica. Para quem está na capital paulista a trabalho, mas prefere um clima menos executivo e mais badalado, o Hotel Unique tem tarifa de day use por a partir de R$ 650. Por esse valor, o hóspede usa todos os espaços do estabelecimento. PERTO DA PRAIA Apesar da fama de cidade para férias, o Rio recebe, sim, vários executivos em viagens de negócios. No Sofitel Copacabana, esse público encontra salas pequenas que podem ser alugadas para reuniões profissionais com número limitado de participantes. Os pacotes custam a partir de R$ 50 por pessoa (os grupos devem ter entre 12 e 21 integrantes) e incluem coffee break e material de trabalho como papel, caneta, quadro branco, tela de projeção e ponto de internet. Unique: www.hotelunique.com.br Sheraton WTC: www.sheraton.com/saopaulo São Paulo Airport Marriott: hoteis.marriott.com.br/sao-paulo-airport-marriott Sofitel Copacabana: www.accorhotels.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.