Visto mais fácil para os EUA

O prazo máximo de validade dos vistos de turismo e negócios dos Estados Unidos para viajantes brasileiros pode aumentar dos atuais 5 anos para 10 anos. A medida está sendo negociada pelo governo americano e pelo Ministério das Relações Exteriores. Se for aprovada, passa a valer a partir de 2009. A possível mudança faz parte de um pacote de medidas que vêm sendo colocadas em prática há cerca de um mês com o objetivo de facilitar a obtenção de vistos pelos brasileiros e reduzir o tempo de espera para entrevistas. A capacidade de processamento dos pedidos foi ampliada de 3.500 para 5 mil por dia (e deve continuar nesse patamar até meados de dezembro), graças a um plano que envolve a contratação de mais funcionários, novos equipamentos e investimento de US$ 7 milhões. O mutirão de atendimento começou no mês passado e já revela bons resultados. A média nacional de espera para uma entrevista, que era de três meses, caiu para cerca de 60 dias - a meta é chegar a 30 dias, padrão máximo estabelecido pelo governo americano. Mas no Consulado de São Paulo, que atende 70% dos solicitantes, o calendário está lotado até o Natal. Uma mudança fundamental para tornar o processo mais ágil foi a transformação do País em um único distrito consular. Dessa maneira, os interessados em obter o visto americano podem agendar entrevistas em qualquer posto do Brasil. Um paulistano, por exemplo, não precisa aguardar até o fim do ano para ser atendido em São Paulo. É possível viajar até o Recife e fazer a entrevista lá mesmo, onde o tempo médio de espera é de apenas dois dias, o mais rápido do País. Neste ano, os consulados americanos agendaram 687 mil entrevistas de vistos no Brasil - nos últimos três anos, houve um crescimento de 157,8% no número de solicitações. No site www.visto-eua.com.br, é possível conferir o tempo de espera por um agendamento em cada posto.

O Estado de S.Paulo

14 Outubro 2008 | 01h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.