Volta à infância em museus que são pura diversão

Os mais experientes alertam: explorar um museu na companhia das crianças é programa com forte risco de se tornar a "roubada" do dia. Com ritmo e limite de tolerância próprios, os pequenos raramente aguentam a maratona de andar, observar e admirar as coleções expostas. Mas isso se o acervo em questão estiver distante da sua realidade infantil, onde reinam brincadeiras, cores e movimentos. Para garantir o sucesso da próxima empreitada museológica em família, inclua no roteiro opções feitas sob medida para agradar aos visitantes mirins.

BRUNA TIUSSU, O Estado de S.Paulo

07 Agosto 2012 | 03h09

Museu da Magia

museedelamagie.com

Três séculos de truques e segredos do ilusionismo estão expostos nos salões e corredores do porão de uma construção do século 16, em Paris, contribuindo para dar ao lugar uma atmosfera lúdica. Criado em 1993 por Georges Proust, um colecionador de objetos mágicos, tem no acervo uma coleção de varinhas encantadas, caixas secretas, cartazes e artigos que contam - em uma visita com direito a efeitos especiais - a história dos ilusionistas mais famosos. Quem se animar pode agendar uma oficina de magia. Entrada: 9 (R$ 22), adultos e 7 (R$ 17), crianças.

Museu da Boneca

museedelapoupeeparis.com

Diversão garantida para as meninas, o local, também na capital francesa, conta com uma coleção de bonecas originais que datam do século 19 até os dias de hoje. Feitas de materiais distintos - madeira, papel machê, tecido, plástico - mostram a evolução da indústria e suas várias utilidades, de brinquedo a material educacional. Modelos que representam a alta costura francesa em miniatura ou artistas como Edith Piaf são os destaques (alguns estão à venda na lojinha). Para complementar a visita, há sessão de contação de histórias e workshops de roupas de bonecas só para os pequenos. Entrada: 8 (R$ 20) para adultos e 4 (R$ 10) para crianças.

Museu da Infância

museumofchildhood.org.uk

É o exemplar do Victoria & Albert Museum que mais vai agradar aos pequenos em uma visita a Londres. O museu reúne o maior acervo britânico quando o assunto é infância: brinquedos, bonecas, minimobília de casinha de boneca e jogos que fizeram parte da rotina das crianças desde o século 17 dividem espaço com exemplares atuais. Uma das coleções preferidas da criançada é a dos bonecos mundialmente famosos, como He-Man, Power Rangers e das trilogias Guerra nas Estrelas e Toy Story. Quanto às oficinas, elas são divididas de acordo com a idade do visitante - é possível construir com papel uma fazenda, uma escola tipicamente francesa ou seu próprio boneco. O material fica por conta do museu. A entrada é gratuita.

Museu da Criança de Miami

miamichildrensmuseum.org

Todo interativo, é como se o mundo adulto tivesse sido adaptado ao tamanho das crianças. No mercado, hospital, banco, bombeiro, navio de cruzeiro, por exemplo, elas experimentam cenas do cotidiano e se divertem, sem abrir mão do lado educativo - há informações sobre cada um dos universos representados e mostras temáticas itinerantes. Cada espaço dispõe de atividades distintas e roupas próprias, para que a sensação de realidade seja ainda maior. É no segundo andar que os visitantes mirins exercitam seu lado artístico, com oficinas de artes e música - ali, um karaokê fica a disposição deles. O ingresso custa US$ 16 (R$ 32).

Museo de los Niños

www.museoabasto.org.ar

Buenos Aires também caprichou no seu museu destinado às crianças. Nos moldes do de Miami, os pequenos encontram ali uma colorida cidade em miniatura que os convida à pura diversão. Podem se transformar em médicos, marinheiros, motoristas, fazer compras no mercado ou sacar dinheiro no caixa do banco. Há ainda uma biblioteca e sala de leitura, onde os pais apresentam aos filhos as primeiras historinhas na língua espanhola. Atividades especiais se espalham ao longo do calendário anual do museu. Ali, quem tem mais de 18 anos paga menos: o ingresso sai por 20 pesos (R$ 9), enquanto as crianças pagam 60 (R$ 27).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.