Fundação Corippo/Divulgação
Fundação Corippo/Divulgação

Com 12 habitantes, menor cidade da Suíça será transformada em hotel

A recepção será no restaurante do vilarejo e o lobby será na praça, explica arquiteto

EFE

25 Julho 2018 | 06h30

GENEBRA - A menor cidade da Suíça, Corippo, situada no Vale de Verzasca, na região de Ticino, se transformará em um hotel a fim de revitalizar a cidade, que atualmente tem apenas 12 habitantes.

+++ Paraty: guia de sobrevivência para a Flip 2018

+++ Antiga prisão vira sede de Museu de História Natural no Uruguai

+++ Veja o voo inaugural do Beluga, o avião 'baleia'

A Fundação Corippo, encarregada de preservar o patrimônio da cidade, tomou a iniciativa de transformar o vilarejo em um projeto hoteleiro que abrirá as portas no verão de 2019, segundo informou a agência de notícias suíça ATS.

Situado em meio a uma paisagem montanhosa, o vilarejo conta com uma praça central rodeada por uma pequena casa, um albergue e a igreja da Nossa Senhora do Carmo, e abriga, além disso, uma grande quantidade de casas típicas rústicas e abandonadas.

"A recepção será no restaurante do vilarejo, o lobby na praça, as pequenas ruas serão corredores e as casas serão os quartos do hotel", explicou o arquiteto da fundação, Fabio Giacomazzi. A primeira fase do projeto requer um investimento de 3,25 milhões de francos (2,79 milhões de euros).

Em 2020, Corippo passará a fazer parte de Verzasca, um novo município que nascerá da fusão de pequenas localidades da região e que agrupará cerca de 900 habitantes.

Mais conteúdo sobre:
Europa Suíça [Europa] turismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.