Expo2020 é pretexto perfeito para stop over em Dubai

Expo2020 é pretexto perfeito para stop over em Dubai

Mari Campos

28 de novembro de 2021 | 16h54

Graças à excelência de serviços e à impressionante malha aérea da Emirates Airlines, muitos brasileiros têm feito parada de alguns dias no emirado a caminho de algum outro destino longínquo, geralmente asiático. O que já era uma boa ideia ficou ainda melhor até março de 2022: a EXPO2020 é pretexto perfeito para stop over em Dubai. 

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM @MARICAMPOS! 

Viajei neste novembro a Dubai, convidada pela própria Emirates, patrocinadora oficial do evento. E ideia principal da minha viagem, além de me atualizar no destino (já tem bastante tempo da minha última visita), era justamente conferir a EXPO2020. Afinal, ter a chance de visitar uma EXPO é sempre uma baita oportunidade para qualquer turista, independente do destino na qual esteja acontecendo.

Em muitas cidades, inovações trazidas por edições anteriores da EXPO acabaram sendo incorporadas posteriormente dentre os atrativos turísticos do próprio destino – o que também gera interesse turístico a longo prazo. Vale lembrar que a EXPO realizada em Paris em 1889 nos deixou a icônica Torre Eiffel.

LEIA TAMBÉM: Mulheres viajando sozinhas a Dubai e Abu Dhabi

.

.

Como é a visita à EXPO2020 em Dubai

A exposição mostra obras arquitetônicas e inovações tecnológicas de mais de 190 países e alguns patrocinadores oficiais, compondo o maior evento mundial desde o início da pandemia de Covid-19 – e o primeiro evento do gênero no Oriente Médio.

A área da Expo2020, em meio ao deserto dos arredores de Dubai, é ENORME. Mesmo em um dia inteirinho explorando o espaço de manhã até a noite, não dá para ver todos os pavilhões na mesma visita. Além das distâncias entre eles serem enormes, alguns pavilhões têm visita guiada mais longa, faz calor constante e muitos dos pavilhões têm filas demoradas para ingresso. 

Quem não tem muito tempo disponível para a visita precisa já marcar no mapa certinho quais pavilhões quer visitar e manter o olho no relógio. E sugestão importante para quem quer visitar a Expo por apenas “meio período”: mil vezes mais interessante (e agradável) visitar das 16h à meia-noite que das 8 às 16h, por exemplo.

LEIA TAMBÉM: Viagens de avião: como ter segurança na pandemia

.

.

Pernas pra que te quero

Os países e patrocinadores estão espalhados em mais de 200 pavilhões, distribuídos em cinco áreas distintas da EXPO, chamadas de distritos. Todas as áreas se conectam através da Al Wasl Plaza, o grande coração do evento: um espaço de convivência no qual acontecem diariamente pronunciamentos, performances artísticas e projeções de música e som. 

O estacionamento é gratuito, o metrô leva diretamente do centro de Dubai ao evento e há áreas bem organizadas também para quem chega com carros de aplicativos. É ótima pedida também ir até lá num dos carros da sempre ótima Blacklane, que agora, além dos transfers comuns, tem também corridas on demand em Dubai.

Simpáticos robôs transitam o tempo todo pelas “ruas” e “avenidas” do evento prestando informações aos visitantes perdidos, fazendo delivery de alimentos e até zelando pela segurança do espaço. 

As visitas aos pavilhões estão todas incluídas no ingresso da EXPO, mas TUDO o mais é pago e, como numa Disneyworld das arábias, há opções buscando o seu dinheiro o tempo todo, seja nos buggys para transporte, nos sorvetes, cafés, refeições, lojinhas oficiais ou na própria água mineral. A única gratuidade está no wifi, disponível em várias áreas do evento (mesmo assim, acabei usando o tempo todo meu chip internacional do O meu chip, que teve conexão excelente até no deserto).

Há muitos estabelecimentos diferentes para comer e beber espalhados por todas as áreas da EXPO, incluindo opções desde fast food baratinhos e food trucks de comida de rua até restaurantes e cafés mais arrumadinhos e confortáveis. Alguns dos pavilhões têm também sua própria cafeteria (inclusive o do Brasil).

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM @MARICAMPOS!

LEIA TAMBÉM: Como andam as viagens internacionais na pandemia

.

.

Batalha dos pavilhões

Gosto é gosto e, obviamente, cada um tem sua lista de pavilhões favoritos na EXPO2020; vou deixar a minha completinha no MariCampos.com. Alguns, são imperdíveis pela interatividade e genialidade dos espaços internos, como Arábia Saudita, Holanda, Iran, Paquistão ou, meu favorito dentre todos, o Pavilhão da Sustentabilidade (perfeito para quem viaja com crianças e adolescentes e um constante tapa na cara de todos os adultos).

Outros,  se destacam pela sustentabilidade de suas construções, como Marrocos, Singapura ou Espanha. E outros ainda se destacam pela genialidade arquitetônica de seus exteriores, como o próprio pavilhão dos Emirados Árabes (projetado por Santiago Calatrava), do Reino Unido, da Austrália, da Rússia ou do Japão.

E, last but not least, esta é a primeira vez que a EXPO tem um pavilhão inteiramente dedicado às mulheres. O Women’s Pavillion está informativo, emocionante, verdadeiramente imperdível para visitantes de qualquer gênero ou idade.

Dos patrocinadores, o pavilhão mais legal é o da própria Emirates, todinho interativo e futurista, desde a entrada (mas é necessário reservar previamente no site ou nos quiosques externos ao pavilhão). No melhor estilo Minority Report, uma bolinha com seu nome é gerada logo na sua entrada pavilhão, em uma instalação capaz de ler sua reserva,  e é com ela que você participa de todos os quiz, simuladores e demais atividades interativas do pavilhão. 

LEIA TAMBÉM: Os melhores mirantes de Dubai

.

.

Emirates dá ingresso gratuito a todo passageiro

Os ingressos comuns para a EXPO2020 podem ser comprados online ou na hora desde US$27,99. Vale saber que há ingressos promocionais de US$12,99 nos dias úteis em algumas semanas. Para visitar, é obrigatória a apresentação na entrada de comprovante de vacinação completa ou teste RT-PCR.

Mas importante: até março de 2022, todo passageiro Emirates, independente da classe e do destino voados, tem direito gratuitamente a um ticket de um dia de vista à EXPO2020, que pode ser solicitado e emitido no próprio site da companhia, na área de administração de sua reserva de voo. Durante a minha viagem, fiz ótimo uso deste ticket ao longo de um dia inteirinho e recomendo muito – inclusive a quem puder visitar o local por apenas algumas horas. 

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM @MARICAMPOS!

.

.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.